MAIS LIDAS AGORA:
Terça, 08 Maio 2018 07:04

Começam as inscrições para o Enem

Escrito por

Estão abertas as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio de 2018, o Enem. Os interessados em participar da prova terão até às 23h59 do dia 19 de maio para realizar as matrículas no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, o Inep. A taxa de inscrição é de R$ 82 e o prazo para o pagamento do valor é o dia 23 de maio.

Para realizar a inscrição, o candidato deve informar seu CPF e RG. Também é preciso ter um número de celular e um e-mail válidos para que possam receber informações e comunicados enviados pelo Inep. Além disso, os estudantes precisam informar se necessitam de algum atendimento especializado no dia das provas, nos casos de pessoas com dificuldade de mobilidade ou lactantes, por exemplo.

Em outra etapa da inscrição, os candidatos precisam marcar a opção de língua estrangeira a ser cobrada na prova. As opções são inglês ou espanhol. As provas serão realizadas em dois domingos, nos dias 4 e 11 de novembro

O MEC informou que 3.361.468 mil candidatos terão direito à isenção da taxa de inscrição do Enem. O número equivale a 88% dos pedidos realizados.

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 foram abertas no site nesta segunda-feira (7) e irão até o dia 18 de maio, às 23h59. Segundo o Ministério da Educação (MEC), em pouco mais de duas horas, mais de 190 mil candidatos já se inscreveram. A previsão é de que, até o fim do prazo, o total chegue a 7,5 milhões de participantes, de acordo com o ministro Rossieli Soares.

Também se queixaram da dificuldade em gerar o boleto bancário para pagar a taxa de inscrição.

 

Com informação do Jornal O Globo

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 serão abertas no site às 10h desta segunda-feira (7) e irão até o dia 18 de maio, às 23h59, segundo o manual do candidato. Todos os interessados em participar da prova devem fazê-la - inclusive aqueles que conseguiram a isenção da taxa de R$ 82.

No caso dos estudantes que terão de pagar esse valor para se inscrever, o prazo máximo para quitar o boleto bancário é o dia 23 de maio. Mesmo que haja um feriado regional e os bancos não funcionem, a data-limite não será alterada, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Para fazer a inscrição, é necessário informar o número do CPF e do RG para que seja criada uma senha. É ela que dará acesso futuramente ao cartão de confirmação e aos resultados, por exemplo. Também é preciso ter um número de celular e um e-mail válidos, para que o Inep envie comunicados diretamente aos candidatos.

Além desses dados, os estudantes têm de afirmar se necessitam de algum atendimento especializado no dia da prova (como para pessoas com deficiência ou lactantes). Em outra etapa da inscrição, precisam marcar se a língua estrangeira cobrada na prova será o inglês ou o espanhol.

Datas das provas

O Enem acontecerá em dois domingos, nos dias 4 e 11 de novembro:

  • 04/11: 45 questões de linguagens, 45 de ciências humanas e redação.
  • Duração: 5h30
  • 11/11: 45 questões de ciências da natureza e 45 de matemática.
  • Duração: 5h (30 minutos a mais do que em 2017)
  • Horários das provas
  • Abertura dos portões: 12h
  • Fechamento dos portões: 13h
  • Início das provas: 13h30
  • Encerramento das provas: 19h (primeiro dia) e 18h30 (segundo dia)

Com informação do G1

Sábado, 05 Maio 2018 15:20

Inscrições do Enem começam na segunda-feira

Escrito por

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começam às 10h de segunda-feira, 7, e vão até o dia 18 de maio. Mesmo os candidatos que pediram isenção da taxa de inscrição no Enem devem se inscrever, na Página do Participante. O pagamento da taxa de inscrição para quem não conseguiu a isenção, no valor de R$ 82, pode ser feito até o dia 23 de maio, nas agências bancárias, casas lotéricas e agências dos Correios.

Para fazer a inscrição, o participante deverá apresentar o número do CPF e do documento de identidade e criar uma senha. O número de inscrição gerado e a senha cadastrada deverão ser anotados em local seguro, pois serão solicitados para o acompanhamento da situação da inscrição na Página do Participante. Esses dados também serão usados para consulta do Cartão de Confirmação da inscrição e para a obtenção dos dados individuais dos candidatos.

Na hora da inscrição, o candidato deverá informar um endereço de e-mail válido e um número de telefone fixo ou celular, que serão usados para enviar informações sobre o exame. Também deve ser indicado o município onde o candidato quer realizar o exame e a língua na qual quer fazer a prova de língua estrangeira (inglês ou espanhol).

Atendimento

O candidato que necessitar de atendimento especializado ou específico deve fazer essa solicitação no ato da inscrição. O atendimento especializado pode ser pedido para pessoas com problemas como baixa visão, cegueira, deficiência física, deficiência auditiva, deficiência intelectual, dislexia ou autismo.

O atendimento específico pode ser solicitado para gestante, lactantes, idosos, estudantes em classe hospitalar ou com outras condições específicas. Os candidatos travesti ou transexuais que desejarem também poderão pedir atendimento pelo nome social.

Provas

As provas do Enem deste ano serão realizadas em dois domingos, nos dias 4 e 11 de novembro. O primeiro dia da prova, que reúne redação e questões de linguagens e ciências humanas, terá cinco horas e meia de duração e o segundo dia, com questões de ciências da natureza e matemática, terá cinco horas.

Os resultados do Enem poderão ser usados em processos seletivos para vagas no Ensino Superior Público, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas de estudo em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Com informações da Agência Brasil

As instituições federais de ensino vinculadas ao Ministério da Educação receberam cerca de R$ 561,12 milhões em recursos financeiros para manutenção, custeio e pagamento de assistência estudantil. A maior parte dos valores, R$ 376,85 milhões, foi destinada às universidades federais, incluindo repasses para hospitais universitários. A verba foi repassada pelo MEC na última quinta-feira, 3.

“Esses recursos asseguram o compromisso do MEC com as instituições federais brasileiras”, disse o ministro da Educação, Rossieli Soares. “Com essa liberação, garantimos o pagamento dos compromissos de custeio e investimento dos institutos federais e das universidades”.

A rede federal de educação profissional, científica e tecnológica recebeu R$ 181,38 milhões. O restante, R$ 2,89 milhões, foi repassado ao Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines), ao Instituto Benjamin Constant (IBC) e à Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj).

Desde o início deste ano, o MEC já repassou R$ 2,4 bilhões para as instituições federais vinculadas à pasta, incluindo o que foi destinado ao pagamento de despesas das universidades e institutos federais, do Instituto Nacional de Surdos, do Instituto Benjamin Constant e da Fundação Joaquim Nabuco.

Com informações Assessoria de Comunicação do MEC

Para reforçar a imunização contra a Influenza A (H1N1), 19 unidades de saúde básicas de Fortaleza, sendo 18 do Município e o Posto do Meireles, do Estado, estarão abertas neste sábado, de 9h às 16h. A informação foi antecipada pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesa).

Anteriormente, nos finais de semana, apenas sete postos da Capital atendiam a campanha de imunização contra o H1N1. A ação faz parte das estratégias do Estado no combate à Influenza, que neste ano já possui 91 casos confirmados no Ceará, sendo 76 por H1N1, com 11 óbitos até o momento. Segundo o titular da Sesa, Henrique Javi, 40% do grupo prioritário já foi imunizado contra a gripe no Ceará.

Os postos que ficarão abertos neste sábado ainda serão definidos pela Secretaria Municipal de Saúde até esta sexta-feira, informa o secretário. Segundo ele, não existe motivo para correria às unidades. Até porque a campanha prossegue até o dia 1º de junho e, no próximo dia 12, teremos em todo o País o chamado 'Dia D', quando todos os postos estarão abertos.

O prazo para renovar o contrato do primeiro semestre de 2018 do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) foi prorrogado para o dia 10 de maio. Inicialmente, os estudantes tinham até o dia 30 de abril para fazer a renovação.

Os contratos do Fies precisam ser renovados todo semestre. O pedido de aditamento é feito inicialmente pelas instituições de ensino e depois as informações devem ser validadas pelos estudantes no Sistema Informatizado do Fundo de Financiamento Estudantil (SisFies). Neste semestre, cerca de 1,1 milhão de contratos devem ser renovados.

No caso das renovações que tenham alguma alteração nas cláusulas do contrato, o estudante precisa levar a nova documentação ao agente financeiro – Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal – para concluir a renovação. Já nos aditamentos simplificados, a renovação é formalizada a partir da validação do estudante no sistema.

Nove em cada dez pessoas em todo o mundo respiram ar poluído, de acordo com alerta da Organização Mundial da Saúde (OMS). Os níveis de poluição no ar, segundo a entidade, permanecem perigosamente altos em diversas partes do mundo.

Estimativas da OMS indicam que 7 milhões de pessoas morrem todos os anos em razão da exposição a partículas presentes no ar poluído e que comprometem pulmões e sistema cardiovascular, provocando doenças como derrame, câncer de pulmão e infecções respiratórias.

“A poluição do ar ameaça todos nós, mas as pessoas mais pobres e marginalizadas suportam o fardo mais pesado”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus. “É inaceitável que mais de 3 bilhões de pessoas – a maioria mulheres e crianças – ainda respirem fumaça mortal causada pelo uso de fogões e combustíveis poluidores em suas casas”, completou.

De acordo com a entidade, cerca de 3 bilhões de pessoas – mais de 40% da população global – ainda não têm acesso a combustíveis limpos e tecnologias que mantenham o ar puro dentro de suas próprias casas.

Com informações Agência Brasil 

“Se não tomarmos medidas urgentes, nunca chegaremos perto de alcançar o desenvolvimento sustentável”, concluiu o diretor-geral da OMS.

 

O Ceará possui um dos menores índices de ociosidade de vagas - 19º no ranking geral – em faculdades no Brasil, com 43,5% das cadeiras vazias. A média nacional é de 52,9%. Os números são baseados nos dados do último Censo da Educação Superior que traz a estatística de mais de duas mil instituições de ensino do País.

Embora o Ceará registre menor quantidade de vagas não preenchidas em relação a maioria dos estados, a situação atual exige atenção, uma vez que a política governamental – baseada no incremento do Fies – com o objetivo de estimular o ingresso de brasileiros no ensino superior foi esvaziada.

Uma das opções encontradas pelas universidades é a oferta de bolsas de oportunidade em parceria com plataformas de inclusão. Os descontos aos alunos chegam a até 75% da mensalidade e já beneficiaram cerca de 300 mil brasileiros nos últimos cinco anos.

Página 2 de 4