Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Entre os meses de janeiro e junho deste ano, a 2ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) julgou 1.627 processos, entre apelações (1.102, representando 67,73% da totalidade), agravos de instrumento (224) e outros recursos. O colegiado é formado pelos desembargadores Carlos Alberto Mendes Forte (presidente), Teodoro Silva Santos, Francisco Gomes de Moura e Maria de Fátima de Melo Loureiro.

As estatísticas foram fornecidas pela coordenadora do órgão julgador, a servidora Daniela Clementino. No primeiro semestre de 2017, foram realizadas 22 sessões ordinárias. As reuniões de julgamento ocorrem às quartas-feiras, a partir das 8h30, no TJCE, Cambeba, em Fortaleza.

No mesmo período, participaram como representantes do Ministério Público estadual, os procuradores de Justiça Manuel Lima Soares Filho, Carmen Lídia Maciel Fernandes, Ângela Maria Góis do Amaral e Carmelita Maria Bruno Sales. Atuaram também os defensores públicos Francilene Gomes de Brito Bessa, Francisco Cléber de Oliveira Ribeiro e Ana Teresa de Bonis Cruz.

O Tribunal tem outras três Câmaras de Direito Privado, que analisam casos envolvendo particulares; três Câmaras de Direito Público, responsável pela apreciação de ações relativas a órgãos públicos; e três Câmaras Criminais.

Com informação do Tribunal de Justiça do Ceará