Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O leilão da quinta geração de telefonia no Brasil está previsto para acontecer no início do próximo ano e deve promover maior conexão em áreas afastadas dos centros urbanos e, em estados como o Ceará, a participação dos pequenos provedores de telecomunicações será decisiva, segundo apontam especialistas e o mercado brasileiro de telecom.

A entrada destes prestadores de pequeno porte (PPPs) no certame, com foco nos blocos regionais, deve levar sinal de telefonia – inicialmente os já existentes (4G ou 3G) – para as periferias de cidades do Interior, assim como na cobertura das estradas, segundo aponta os primeiros relatórios da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Dados da Anatel indicam que, hoje, dos 184 municípios do Ceará, 30 não têm 4G ainda. Mas isto não significa que os outros 154 já assistidos pela tecnologia no Estado, estejam plenamente cobertos pelo sinal 4G, uma vez que a lei exige apenas o atendimento nos centros urbanos de cada cidade.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp