Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Quatro homens foram presos em três ações conjuntas de equipes da Polícia Militar do Ceará (PMCE) e da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE). O grupo é suspeito de envolvimento em ações criminosas na Capital. As prisões se deram nesta terça-feira (24), no Bairro Canindezinho – Área Integrada de Segurança (09) e em Maracanaú – Área Integrada de Segurança 12 (AIS 12).

As primeiras prisões ocorreram no início da tarde de ontem (24), quando policias militares que estavam patrulhando pelo bairro do Canindezinho foram informados, via Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE), sobre indivíduos que estariam tentando atear fogo em um caminhão da Prefeitura que transportava alimentos.

Francisco Weslley Freitas (19) e Ezequiel Celestino do Nascimento (20), ambos com passagens por tráfico de drogas, foram capturados pelos raianos quando estavam tentando fugir em uma motocicleta. Com eles, foram apreendidos um aparelho celular e algumas garrafas que seriam utilizados no delito.

Logo em seguida, Rodrigo Adrian Franco Barbosa (18), com passagens por tráfico de drogas, lesão corporal dolosa e ameaça, foi capturado no mesmo bairro em um residencial, na Avenida Osório de Paiva. Ele é suspeito de ter incendiado um coletivo, nessa segunda-feira (23). Com ele, foi apreendido um aparelho celular, onde continham informações sobre ataques criminosos.

Apos diligências serem realizadas pelos policiais militares e civis em Maracanaú, Francisco Romário Passos de Sousa Oliveira (29), sem antecedentes, foi capturado em uma residência próximo a um local onde ocorreu um incêndio criminoso. Com ele, a Polícia apreendeu dois aparelhos celulares que continham informações criminosas sobre os ataques na Capital.

Os quatro infratores foram conduzidos para o 19° Distrito Policial (DP). Weslley foi autuado por associação criminosa e resistência, e Ezequiel, Rodrigo e Romário foram autuados por associação criminosa.

*com informações do Governo do Estado do Ceará.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp