Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Diante das dificuldades econômicas impostas pela pandemia do novo coronavírus, milhares de cearenses tem dependido de ações governamentais para receber algum tipo de renda, como o auxílio emergencial de R$ 600. Mesmo que muitos já esteja recebendo o benefício, ainda há quem aguarda a aprovação da solicitação.

Na busca por dar agilidade ao processo de concessão do benefício, o secretário-executivo do Ministério da Cidadania, Antônio Barreto, afirmou nesta quinta-feira (4) que um acordo de cooperação deve ser assinado com a Receita Federal para que o órgão possa ajudar no cruzamento de dados para o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600, pago a trabalhadores informais, autônomos, microempreendedores e desempregados que ficaram sem renda durante a pandemia do novo coronavírus.

A declaração foi dada em webinário promovido pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Um relatório do TCU alertou para o risco de 8,1 milhões de brasileiros terem recebido indevidamente o auxílio. Por outro lado, 2,3 milhões de cidadãos que estão no Cadastro Único de programas sociais podem ter sido excluídos mesmo fazendo jus ao benefício.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp