Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Associação dos Delegados Civis do Ceará enviaram nota se solidarizando com a situação dos policiais no estado do Rio Grande do Norte. Há quase um mês, a categoria está em estado de greve, por conta de salários atrasos e falta de recursos para exercer suas funções. Abaixo, segue a nota enviada.

“A Associação dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Ceará – ADEPOL/CE – vem manifestar solidariedade aos Policiais Civis e Militares do Estado do Rio Grande do Norte, os quais vêm sendo duramente penalizados com a alarmante situação pela qual passa a Segurança Pública daquele Estado.

A crise financeira desenhada pelo Governo Potiguar, que é canalizada principalmente em desfavor dos servidores públicos, notadamente em relação àqueles que prestam serviços essenciais e indispensáveis para a sociedade, como é o caso dos Policiais Civis e Militares, vem sufocando e prejudicando os direitos desta categoria, cujas condições de trabalho estão cada vez mais precarizadas e inseguras, o que é agravado pelos atrasos salariais que lesam seu próprio sustento e de suas famílias.

Diante desse cenário, a ADEPOL/CE solidariza-se com a luta dos profissionais das Polícias Civil e Militar do Rio Grande do Norte em favor dos seus direitos básicos. Aos servidores da Segurança Pública não se pode impor o ônus de uma crise à qual não deram causa e que tolhe suas mais essenciais condições de trabalho e de sustento, o que revela a justa causa que baseia o movimento reivindicatório.”

Com informações Associação dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Ceará – Adepol/CE