Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Homicídio e ocultação de cadáver. Foram nestes dois crimes que um casal de adolescentes, de 14 e 15 anos de idade, foram enquadrados após matar um homem, no município de Trairi – Área Integrada de Segurança 17 (AIS 17). As capturas foram realizadas, na noite dessa quinta-feira (19), pela Polícia Civil do Estado do Ceará, por meio de uma investigação desenvolvida pela Delegacia Regional de Itapipoca.

O crime, que vitimou Antônio Barbosa Moreira (39), ocorreu na última terça-feira (17), na localidade de Marrecos. A Polícia Civil iniciou o trabalho investigativo, ontem, após a informação que o homem estava desaparecido e havia a suspeita que ele tivesse sido assassinado. Quando a Polícia chegou à comunidade, a equipe foi informada que o corpo de Antônio havia sido localizado, em uma cova rasa, na mesma região. Os policiais então iniciaram as diligências e chegaram aos dois infratores, que estavam na casa de parentes, em Gualdrapas, também em Trairi.

O menor inicialmente negou ter praticado o crime, mas em contrapartida, sua companheira, e também partícipe, confessou o envolvimento no homicídio. Pouco tempo depois, o infrator também assumiu a atuação e narrou com detalhes como havia matado a vítima. Conforme o delegado Harley Filho, o casal informou que havia matado Antônio, que sofria de problemas mentais, após este mostrar as partes intimas para uma criança de sete anos, que era prima do adolescente homicida.

Em depoimento eles alegaram também que renderam a vítima e amarram-lhe as mãos e em seguida, guiaram Antônio até uma cova rasa, que já havia sido aberta antes pelo menor. Lá, o homem implorou para não ser morto, mas o casal utilizou de uma camisa para tentar sufocá-lo. Posteriormente, concluíram o crime deferindo golpes na vítima com uma pá. Ferramenta esta que foi utilizada para fechar a cavidade, onde foi enterrado o cadáver.

Após o fato, o menor infrator informou para alguns parentes, que havia matado Antônio. Contudo, temendo ser descoberto, ele e a companheira se evadiram para uma residência situada em outra localidade, onde foram apreendidos. O casal, que não possuía passagem pela Polícia, foi conduzido para a Delegacia Municipal de Trairi, onde foi autuado em flagrante em um ato infracional pelos dois crimes

Fonte: SSPDS