Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

As uniões simultâneas e poliafetivas, quer mantidas às escondidas, quer ostensivamente, pouco a pouco vêm sendo reconhecidas pela Justiça. O tema ganhou atenção especial, nesta quinta-feira (19), no comentário da advogada Ana Zélia Cavalcante, dentro do quadro Direito de Família, no Jornal Alerta Geral. Ana explica que as uniões simultâneas são aquelas mantidas de forma paralela ao casamento.


Especialista em Direito de Família, a advogada usou como exemplo a decisão recente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul que reconheceu a existência de uma união estável paralelamente ao casamento.

O que chamou a atenção em referida decisão, segundo Ana Cavalcante, foi o reconhecimento concomitante dos dois institutos, de forma que a concubina teve seu direito paralelamente reconhecido junto ao da esposa.
Você pode acompanhar na íntegra o comentário da advogada Ana Zélia Cavalcante com explicações que interessam a muita gente.


Jornal Alerta Geral

O Jornal Alerta Geral, sob o comando do jornalista Luzenor de Oliveira e comentários do jornalista Beto Almeida, é gerado de segunda a sábado, entre 7 e 8 horas da manhã, pela Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza, tem transmissão simultânea para outras 24 emissoras no Interior do Estado e pelas redes sociais do Ceará Agora.

O quadro Direito de Família, com a advogada Ana Zélia Cavalcante, vai ao ar duas vezes por semana – terça e quinta-feira. O conteúdo dos comentários fica, também, no site cearaagora.com.br