Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Agentes do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), turma do último concurso realizado em 2017, realizaram nesta sexta-feira (27), um ato reivindicatório com duração de duas horas pela implantação da gratificação do risco de vida. Cerca de 250 servidores estão prejudicados sem receber o benefício que deveria ser uma garantia, já que estava expresso no edital do certame.

O movimento teve início nas mídias sociais e está confirmado na sede m Detran da Maraponga, em Fortaleza, em frente ao órgão. Os trabalhadores também asseguram que a ação acontecerá simultaneamente em alguns municípios do interior. Em Sobral, na região Norte, por exemplo, haverá paralisação dos setores de habilitação, registro, liberação e vistoria. Também está confirmado o ato nas cidades de Limoeiro do Norte, Iguatu, Itapipoca e Aracati.

Sindicato dos Trabalhadores na Área de Trânsito do Ceará (Sindetran/CE) declara que tentou negociar a situação com a superintendência do órgão, inclusive informando a insatisfação dos servidores que ingressaram no último concurso, todavia, não houve retorno satisfatório. Por fim, vale ressaltar que a atividade estava programada para o início da semana e mais uma vez a gestão adiou a negociação.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp