Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Advocacia Geral da União vai entrar com uma ação direta de inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal contra a greve dos petroleiros, marcada para ter início nesta quarta-feira (30).

O governo quer se antecipar e evitar o agravamento da crise de desabastecimento causada pela greve dos caminhoneiros. A principal alegação será a de que se trata de uma ação oportunista e ilegal.

Com informações O Globo

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp