Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os eleitores dos Municípios de Cascavel, São Gonçalo do Amarante, Russas, Palhano, São Gonçalo do Amarante, Santa Quitéria, Catunda, Hidrolândia, Guaraciaba do Norte, Croatá, Jaguaruana e Itaiçaba, que deixaram de fazer o cadastro da biometria da Justiça Eleitoral até o último dia 31, já estão com o título suspenso. A Secretária da Corregedoria Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Águeda Gurgel, disse, nesta quinta-feira, em entrevista ao Jornal Alerta Geral (FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 22 emissoras no Interior), que, para quem não atualizar os dados cadastrais com a biometria, enfrenta outros sérios problemas.

Quem perdeu esse prazo, segundo Águeda Gurgel, já está com o título suspenso e enfrenta, também, outros transtornos, como o impedimento para  receber salários, benefícios de entidades públicas (programas sociais), participação em concurso público, fazer ou renovar matrícula em instituições públicas, assim como renovar ou requerer passaporte e RG. Há limitações, ainda, para quem precisa de algum documento junto à Receita Federal.

De acordo com Águeda Gurgel, entre 75% e 85% dos eleitores desses municípios, fizeram a biometria. Quem perdeu o prazo, pode regularizar o cadastro até o dia 9 de maio de 2018, mas até lá, as punições e limitações serão mantidas. Águeda conversou no Jornal Alerta Geral com os jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida

ENTREVISTA ÁGUEDA GURGEL