Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os descontos previstos na lei estadual de abatimentos de mensalidades escolares em razão da pandemia do coronavírus continuam valendo no Ceará, mesmo com a suspensão da liminar que determinava desconto de 30% na mensalidade das escolas particulares. Os benefícios dependem da modalidade de ensino e variam entre 5% a 30%.

O Sindicato das Escolas Particulares do Estado (Sinepe) foi notificado pelo Ministério Público do Ceará (MPCE), na última sexta-feira (5) a apresentar, no prazo de até cinco dias, a relação das instituições de ensino com os descontos concedidos por causa da pandemia de Covid-19.

Ainda segundo o órgão, será instaurado um processo administrativo contra as instituições que não concederam o desconto. “Quando o Decon souber quem não concedeu desconto algum ou quem aplicou desconto abaixo do devido, tais estabelecimentos serão fiscalizados e poderão ser multado”, acrescenta o MPCE em nota.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp