Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O governador Camilo Santana voltou de Brasília, na madrugada  desta sexta-feira,  após uma quinta-feira puxada com audiências sobre a liberação de verbas do Governo Federal para o Governo do Estado, com a indefinição de nomes para o primeiro escalão do segundo mandato.

Em Brasília, Camilo se reuniu com o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB), com quem tratou sobre a liberação de recursos da União para o Estado do Ceará e, também, sobre a  presença do MDB em seu segundo governo.

Camilo avalia nomes, tenta atender aos partidos a liados que o ajudaram na reeleição, mas, com a reforma administrativa e o corte no número de secretarias, os canais para contemplar os apoiadores acabaram ficando mais estreitos.

Muitos nomes surgiram como mera especulações, mas, cinco – pelo menos, já tem lugar garantido na nova administração de Camilo Santana: Arialdo Pinho fica na Secretaria de Turismo, assim, como André Costa, na Segurança Pública.

Socorro França sai da Justiça para a Secretaria de Proteção Social, Justiça, Mulheres e Direitos Humanos, enquanto o médico Carlos Roberto Martins Rodrigues – o Dr. Cabéto, que é filiado ao PSDB, ocupará a pasta da Saúde. Outro nome – único oficializado pelo Governador Camilo Santana, é do ex-secretário de Justiça e Cidadania do Rio Grande do Norte, Luiz Mauro de Albuquerque, para a nova Secretaria de Administração Penitenciária do Ceará.

Outras 16 secretarias continuam indefinidas, embora nos bastidores políticos nomes dos atuais titulares estejam na lista para permanência no Governo.

É provável que, ao longo desta sexta-feira, o governador Camilo Santana oficialize novos nomes de assessores que irão acompanha-lo no novo governo que começa na próxima terça-feira, dia primeiro de janeiro de 2019. 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp