Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O prédio do Anexo III da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, em fase de construção, será uma das edificações que fazem uso racional dos recursos de energia nas instalações. Para tanto, a célula da Agenda Ambiental na Administração Pública da AL está assessorando a empresa de consultoria Cite Sol, que acompanha a execução do projeto de utilização dos recursos energéticos pela nova estrutura do Poder Legislativo, localizada na avenida Pontes Vieira.

A ideia para o novo prédio, conforme a coordenadora da célula A3P, Morgana Ferreira, é seguir a orientação das construções sustentáveis, de forma a tornar o equipamento eficiente ambientalmente, com a implantação, por exemplo, do reúso de água da chuva e dos aparelhos de ar condicionado, com o aproveitamento da iluminação natural, dentre outros fatores.

“Para contemplar essas ações, tem a certificação do Selo Ence de eficiência energética, que é o mesmo usado nos aparelhos de ar condicionado, geladeiras e outros eletrodomésticos, que indicam a eficiência energética do aparelho”, frisa. Morgana destaca que a Célula da A3P do Poder Legislativo busca obter o nível A. “Por isso, a consultoria está trabalhando juntamente com o setor de Engenharia e o da Agenda Ambiental, em medidas corretivas para obtenção do Selo Ence em um nível satisfatório”, explica.

A coordenadora lembra que a construção sustentável procura, durante toda sua produção e pós-construção, amenizar os impactos à natureza, reduzindo o máximo possível os resíduos e utilizando com eficiência os materiais e bens naturais, como água e energia, além de ser um dos eixos que trabalhamos no nosso setor”, defende.

A Cite Sol realizou, na terça-feira (18), a terceira visita à Assembleia, para verificar se a execução da obra está de acordo com o projeto que foi elaborado, assegurando a certificação de qualidade, e o recebimento do selo Procel, concedido às edificações que fazem uso racional dos recursos de energia em suas instalações.

Yuri Passos, da área de engenharia ambiental da A3P, acentua que a empresa Cite Sol foi selecionada para fazer consultoria, por meio de um processo de licitação realizado pela Assembleia Legislativa. “Este trabalho de verifica não só a eficiência na utilização de aparelhos de ar condicionado, elevadores e iluminação artificial, mas também a otimização dos recursos naturais de ventilação e solar”, informa.

Ele lembra ainda que a maior eficiência na utilização de equipamentos que utilizam energia, além de significar uma economia para o Estado, também demonstra que a direção da Casa tem otimizado os recursos disponíveis no melhor atendimento às demandas.

“O acompanhamento da execução do projeto está ocorrendo em visitas pela empresa, com intervalos de 15 dias”, explica. Após a conclusão da obra, o trabalho será inspecionado por uma empresa certificadora, que, conforme Yuri, ainda não foi licitada.

(*)com informação da AL

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp