Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) alertou nesta quinta-feira que

Não há estudos conclusivos comprovando a eficácia do remédio ivermectina no tratamento de covid-19, é o que aponta a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). No alerta feito pela agência nessa quinta-feira (9), também foi ressaltado que automedicação traz riscos à saúde, sendo necessária a prescrição médica para tomar um remédio.

A Anvisa esclareceu ainda que não há produto farmacêutico aprovado no Brasil para a prevenção ou o tratamento da doença, mas apenas para combater os principais sintomas, como a febre.

Por não existirem estudos conclusivos que comprovem o uso desse medicamento para o tratamento da Covid-19, não há recomendação da Anvisa, no momento, para a sua utilização em pacientes infectados ou mesmo como forma de prevenção à contaminação pelo novo coronavírus.

A ivermectina é um medicamento indicado contra vermes parasitas que, em testes “in vitro”, ou seja, feitos sem o uso de seres vivos, mostrou ter uma atuação contra vários tipos de vírus.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp