Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), anunciou, na noite desta quarta-feira (03), que a partir de meia-noite desta quinta-feira (04), Fortaleza estará com medidas mais rígidas. Ou seja, a cidade entra em lockdown. A medida também está sendo recomendada em outros municípios que estão em estado grave. Com isso, está proibida a circulação de pessoas e só poderão funcionar as atividades essenciais. A decisão vale por 14 dias.

“Repito: a situação é grave e necessita do apoio de todos para que possamos superar esse momento, protegendo os cearenses e salvando vidas. Continuamos firmes nessa luta e vamos vencer”, reforçou Camilo.

A informação foi repassada pelo governador ao lado do prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT), e do Secretário de Saúde do Ceará, Dr. Cabeto. Nesta quinta-feira (04), será publicado um decreto com todos os detalhes. As vacinas que estão chegando no Ceará, do Butantan e da Fiocruz, ainda não insuficientes para imunizar.

Camilo também comentou a ampliação das UTIs em todo Estado e destacou que a abertura de novos leitos não está sendo suficiente para frear a pandemia no Ceará.

O prefeito de Fortaleza, José Sarto, disse que, em janeiro e fevereiro, o número de leitos foi ampliado ainda mais em 2021, em comparação com o ano passado. O secretário de saúde, Dr. Cabeto, reforçou que as medidas rigorosas tem como objetivo frear o aumento dos casos. “Todos nós sabemos que e medida mais eficaz é a vacinação”, destacou.

Os casos estão aumentando cada vez mais e fevereiro de 2021 aparece como o mês com maior número de mortes por Covid-19, sendo o mês mais letal da pandemia, desde agosto de 2020.

O Brasil teve hoje (3) o maior número de mortes registradas em um dia durante toda a pandemia. Em 24 horas, as autoridades de saúde registraram a morte de 1.910 pessoas por complicações da covid-19.

+Veja mais

Confira a mensagem do governador nas redes sociais:

“Diante da gravidade da pandemia, que chega a um dos momentos mais críticos, anunciamos medidas ainda mais rigorosas de isolamento social para as próximas duas semanas (5/3 a 18/3), com um novo Decreto de Isolamento Social Rígido em Fortaleza, e recomendação para os municípios com situação mais grave, quando funcionarão apenas atividades econômicas consideradas essenciais. O crescimento de casos têm ocorrido numa velocidade muito grande, acima do processo de abertura de novos leitos, tanto da rede pública quanto na rede privada. Nossas equipes continuam empenhadas em abrir mais leitos, além dos mais de 3 mil já abertos, e lutando pela aquisição de mais vacinas para acelerar o processo de imunização da nossa população. Repito: a situação é grave e necessita do apoio de todos para que possamos superar esse momento, protegendo os cearenses e salvando vidas. Continuamos firmes nessa luta e vamos vencer”.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp