Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Governador Camilo Santana (PP) decidiu, após a entrada do tucano Maia Junior para Secretaria de Planejamento do Estado, flertar com o Partido da República. Durante jantar com o Ministro da Saúde Ricardo Barros, na noite dessa quinta-feira, em Fortaleza, onde estiveram presentes parlamentares federais do Ceará, o prefeito Roberto Cláudio (PDT), Camilo Santana, ao conversar com a deputada federal Gorete Pereira, disse que quer também o PR na aliança com o PT e o PDT. Sorridente, Gorete brincou: se tiver uma vaga ao Senado, nós podemos conversar.

O papo com tom de descontração provocou sorrisos a à mesa, mas, ao mesmo tempo, foi interpretado como um recado de Camilo Santana para ampliar a sua base de sustentação política. O PR tem dois deputados estaduais – Capitão. Wagner que concorreu contra Roberto Cláudio (PDT) e Fernanda Pessoa, filha do vice-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa. Ambos são ferrenhos adversários do governo Camilo Santana na Assembleia Legislativa.

O flerte de Camilo para Gorete pode ser entendido como uma brincadeira, mas, para aliados do Palácio da Abolição, a busca para reconstruir o conjunto de partidos coligados com o PT e PDT, o governador cearense buscará novas parcerias na oposição. O rompimento de Camilo, Cid e Ciro com presidente de TCM, conselheiro Domingos Filho, provocou duas baixas entre os aliados do governo do estado. Sob orientação de Domingos Filho, PSD e PMB migraram para a oposição, encabeçada pelo PMDB com a participação do PSDB, SD e PR.

Camilo já trabalha para concorrer em 2018 a um novo mandato. Com Camilo, estão abertas duas vagas ao Senado. Uma dessas vagas deverá ser preenchida pelo ex-governador Cid Gomes. A outra vaga que, inicialmente, seria destinada a Domingos Filho, está aberta para a composição de alianças. O nome poderá surgir entre os governistas ou mesmo nascer na oposição.