Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ex-juiz Sergio Moro confirmou nesta quinta-feira, 31, a desistência de sua postulação ao cargo de presidente da República. A revelação foi feita após o ex-ministro da Justiça do governo Bolsonaro ter saído do Podemos e entrado no União Brasil.

“A troca de legenda foi comunicada à direção do Podemos, a quem agradeço todo o apoio. Para ingressar no novo partido, abro mão, nesse momento, da pré-candidatura presidencial e serei um soldado da democracia para recuperar o sonho de um Brasil melhor”, revelou, em nota publicada em suas redes sociais.

Moro justifica sua saída da disputa presidencial como uma forma de poder viabilizar uma candidatura única da terceira via.

“O Brasil precisa de uma alternativa que livre o país dos extremos, da instabilidade e da radicalização.
Por isso, aceitei o convite do presidente nacional do União Brasil, Luciano Bivar, para me filiar ao partido e, assim, facilitar as negociações das forças políticas de centro democrático em busca de uma candidatura presidencial única”.

Confira a postagem:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp