Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O governador Camilo Santana garantiu que os agentes da Força Nacional, por meio da operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), devem permanecer no Ceará até sexta (6), mesmo após o governo e os policiais militares entrarem em um acordo que culminou no fim do motim da PM no último domingo.

Segundo Camilo, a presença do exército no Ceará é importante para “restabelecer a normalidade” no Estado enquanto veículos e equipamentos ainda estão sendo recuperados. O governador se pronunciou sobre o assunto nessa segunda-feira (2), durante entrevista coletiva.

Após 13 dias de paralisação da Polícia Militar (PM), comissão e militares chegaram a acordo e encerram motim. O acerto não prevê anistia, mas a revisão de cada caso, com aplicação rigorosa do devido processo legal e sanções aplicadas aos soldados que participaram do movimento.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp