Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Depois da primeira fase de Fortaleza, e Sobral, agora é a vez de Iguatu, na região do Cariri, que testa parte de seus habitantes para identificar o alcance do coronavírus e analisar seus impactos.

O Ceará é o estado com maior número de testes no Brasil, com quase 255 mil exames já realizados, e que já foram distribuídos para todos os 184 municípios mais de 470 mil testes rápidos para detectar a Covid-19.

A Secretaria Estadual de Saúde do Ceará (Sesa), em parceria com a Secretaria de Saúde de Iguatu realiza estudo sobre o impacto do coronavírus no município. Para atingir os resultados, serão feitos 2.100 testes rápidos para a SARS-Cov-2 e RT-PCR (swab), divididos em 3 fases.

No total, 50 profissionais (entre agentes comunitários, enfermeiros e pesquisadores) realizam testes rápidos e de RT-PCR (swab), com o procedimento do cotonete que coleta a amostra da nasofaringe (vasos do nariz), para a SARS-Cov-2 em domicílios do município de Iguatu. O projeto é realizado pelo Governo do Ceará, prefeituras municipais e coordenação do Instituto Opnus de Pesquisa.

Estamos tendo cuidado especial com o interior do estado, pois os casos estão aumentando de forma considerável em algumas regiões. Quanto mais testes realizarmos mais ferramentas teremos para as estratégia e tomada de decisões nesse enfrentamento ao coronavírus, afirma o governador Camilo Santana.

A superintendente de saúde da Regional Cariri, Teresa Cristina, falou sobre a importância dessa testagem em cidades do interior, como Iguatu.

Dentro da Região do Cariri, iniciamos uma pesquisa em Iguatu para detectar quais áreas do município há maior incidência da doença, além de saber, através de uma entrevista, como se dá a rotina das pessoas, e com os números e dados poderemos agir com maior eficiência, disse.

700 testes por fase

Em cada fase serão realizados 700 testes aplicados aleatoriamente na sede e distritos do município. Os domicílios serão selecionados de forma sistemática e o morador será sorteado aleatoriamente entre os residentes. No caso dos menores de idade e incapazes, os testes serão feitos mediante autorização dos pais ou responsável.

Sobre os testes

Para Iguatu, estão sendo realizado dois testes com cada pessoa. O teste rápido, que se trata de uma simples picada na ponta do dedo, coletando uma gotinha de sangue. Em 15 minutos o resultado já estará disponível. Durante esse tempo, é aplicado o questionário com informações de sexo, idade, escolaridade, bem como sobre condições de saúde e possíveis sintomas que o morador tenha apresentado recentemente. E também o RT-PCR (swab), com o procedimento do cotonete que coleta a amostra da nasofaringe (vasos do nariz), o qual o resultado sai em até 10 dias e é comunicado ao paciente via secretaria de saúde local.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp