Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
A deputada federal e ex-prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), apresentou nesta quinta-feira (2) um recurso para que o Partido dos Trabalhadores reconsidere a decisão de não indicar um candidato ao Senado pelo Ceará nas eleições deste ano, algo que é defendido pelo governador Camilo Santana. Segundo a parlamentar, o documento será apreciado nesta sexta-feira (3) pelo diretório nacional da sigla, que ocorre em São Paulo. Na última reunião do partido, realizada no sábado (28), ficou decidido o não lançamento de um nome ao cargo.
Segundo Luizianne, a presidente nacional do partido, Senadora Gleisi Hofman, afirmou que colocará o recurso em votação. Para a ex-prefeita, parte do PT acredita que o partido não deve diminuir de tamanho, que é o que acontecerá caso o partido não lance um candidato ao pleito do Senado. Atualmente, José Pimentel ocupa uma das cadeiras do Congresso. “A orientação do diretório nacional é de que não haja nenhuma vaga a menos, e sim que o PT amplie o número de cadeiras na Câmara e no Senado”, pontuou
De acordo com Luizianne, a não indicação de um nome para o Senado vai de encontro à representatividade que o PT possui no Ceará, onde, ainda segundo ela, o ex-presidente Lula possui 60% das intenções de voto na corrida presidencial. A deputada afirma que o fato de o PT não ter maioria no Congresso foi um fator decisivo para o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.
Com informações Diário do Nordeste
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp