Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
A Assembleia Legislativa comemora, nesta terça-feira (24/09), às 15h, os 35 anos do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST). A solenidade vai marcar também a entrega do Título de Cidadão Cearense ao economista e escritor Pedro Stedile, nascido em Lagoa Vermelha, Rio Grande do Sul.

A solenidade acontece no Plenário 13 de Maio da Casa, atendendo solicitação dos deputados Elmano Freitas (PT) e Carlos Felipe (PCdoB).

Durante o evento, serão homenageados cinco representantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra. Segundo Elmano Freitas, o MST é um movimento social organizado na maioria dos estados das cinco regiões brasileiras. São milhares de famílias que atuam na luta pela reforma agrária e na organização dos trabalhadores rurais.

Pedro Stedile participa desde 1979 de atividades ligadas à luta pela reforma agrária no Brasil. É um dos fundadores do MST. O escritor trabalhou como técnico da Secretaria da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul, além de assessorar a Comissão Pastoral da Terra (CPT). Atuou também como membro da Comissão de Produtores de Uva e do Sindicato dos Trabalhadores Rurais do Rio Grande do Sul.

Em 2010, foi agraciado com a Medalha Mérito Legislativo, concedida a personalidades brasileiras ou estrangeiras que realizaram ou realizam serviço de relevância para a sociedade. A indicação partiu do deputado federal Brizola Neto (PDT/RJ), líder da bancada do seu partido na Câmara. Atualmente, Stedile é membro da direção nacional do MST e filiado ao Partido dos Trabalhadores.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp