Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Até a quarta-feira de cinzas (26), às 23h59, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-CE) registrou 564 autuações a motoristas dirigindo sob o efeito de bebidas alcoólicas. O número é 75% maior do que o registrado durante o carnaval de 2019, quando foram lavradas 322 autuações. As operações realizadas durante todo o carnaval contaram com o apoio do Batalhão de Polícia de Trânsito Urbano e Rodoviário Estadual (BPRE), um efetivo total de 952 agentes, policiais e educadores.

As operações aconteceram na Capital e no interior, utilizando os novos etilômetros adquiridos pelo Detran-CE que permitiram mais agilidade nos testes. A cada 3 minutos, 10 condutores eram abordados e faziam o teste passivo. Quando recebia o sinal de alerta, o motorista era convidado a fazer o teste ativo para se certificar se havia presença de álcool no organismo e a quantidade. Caso optasse por não realizá-lo, o mesmo era autuado com base no artigo 165-A, da Lei Seca, por recusa ao teste.

O novo etilômetro é o modelo Alcoolizer LE5, fabricado pela Alcolizer Technology Australia, um dos mais modernos utilizados no mundo atualmente, capaz de realizar testes passivos ou ativos com velocidade de 5 a 10 segundos cada. Com o novo equipamento, foi possível intensificar a fiscalização e ampliar a quantidade de pessoas abordadas em cada operação, reduzindo o tempo de espera para o condutor que nem precisou descer do veículo para fazer a triagem inicial.

As infrações flagradas pela fiscalização eletrônica também aumentaram. No Carnaval de 2020, os equipamentos eletrônicos registraram 21.457 infrações, a maioria delas, por excesso de velocidade, mas há também registros de avanço de sinal vermelho e parada sobre a faixa de pedestre. Em 2019, foram 17.513, um aumento de 22%. Juntos, Detran e BPRE abordaram mais de 28.000 veículos, número 22% maior que o ano anterior.

Fiscalização nas Praias

Nas praias, a fiscalização não foi diferente. Em todo o litoral, as equipes do Detran-CE, em 120 viaturas apropriadas, coibiram o trânsito em locais proibidos garantindo a segurança dos banhistas.

Este ano, 79 motoristas foram multados por trafegar em locais proibidos, um número menor se comparado ao mesmo período do ano passado, quando foram registradas 93 infrações desse tipo, demonstrando uma maior conscientização da população para este assunto.

A multa para quem trafega na orla marítima é de R$130,16 + 4 pontos na CNH. A infração ainda pode ser agravada, caso o condutor esteja diretamente colocando em risco a vida dos pedestres e banhistas ou conduzindo o veículo de maneira perigosa. Os agentes também utilizam etilômetros durante este tipo de fiscalização.

Ações Preventivas

Além da fiscalização reforçada, que também é uma forma de prevenir acidentes, o Detran-CE intensificou no Carnaval suas ações preventivas, que são realizadas durante todo o ano. Diversas ações pulverizadas em todo o estado foram executadas pelas equipes de Educação de Trânsito, Recolhimento de Animais e Transporte, sendo esta última realizada em parceria com a ARCE – Agência Reguladora do Estado do Ceará.

Educação de Trânsito

As ações educativas aconteceram nos locais onde se concentraram os principais destinos para o carnaval e também reforçadas nos terminais rodoviários de Fortaleza e do Interior com a “Operação Tô de Cinto, Tô Seguro” cujo objetivo é conscientizar para a importância do uso do cinto de segurança nos ônibus que realizam o serviço de transporte intermunicipal e interestadual de passageiros.

Abordando motoristas, pedestres e passageiros, além da realização de algumas palestras, as ações educativas impactaram aproximadamente 9.000 pessoas de sexta (21) até quarta (26). Cidades como como São Benedito, Guaramiranga, Aquiraz, Paracuru, Juazeiro do Norte, Sobral, Tauá, entre outras, foram exemplos de municípios que foram impactados pelas ações de educação de trânsito. Além disso, blitze ecológicas, realizadas em parceria com a Secretaria do Meio Ambiente (SEMA), o Batalhão de Polícia do Meio Ambiente (BPMA) e o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce) chamaram a atenção dos condutores para o descarte correto de resíduos, combate ao mosquito Aedes aegypti, segurança ao volante e doação de sangue.

Recolhimento de Animais

Durante todo Carnaval, as equipes de recolhimento de animais do Detran-CE formadas por 42 pessoas e 14 caminhões apropriados para este tipo de trabalho, percorreram 30.001 KM, distância que corresponde a
mais que o dobro de toda a malha viária do estado, atualmente formada por 13.000 km de rodovias. Foram recolhidos 145 animais, um crescimento de 38% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram resgatados 105, na sua maioria, jumentos.

Transporte

O Detran-CE, em parceria com a ARCE – Agência Reguladora do Estado do Ceará – que assumiu em 2018 as competências na gestão do sistema de transporte rodoviário intermunicipal de passageiros, também realizou a fiscalização dos veículos que fazem o transporte rodoviário entre os principais municípios cearenses. Foram 3.389 veículos abordados e 292 notificações registradas, dentre elas, 106 por transporte clandestino de passageiros. Em cada operação, os agentes checavam as condições gerais dos veículos e do condutor para prevenir acidentes.

 

 

 

(*)com informação do Governo do Estado do Ceará

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp