Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O auxílio emergencial, criado pelo Governo Federal para ajudar aos trabalhadores afetados economicamente pela pandemia da Covid-19, segue com os pagamentos até o mês de dezembro. Diferente das prorrogação anteriores do auxílio, nessa, só terão direito as 4 novas parcelas de R$ 300 quem começou a receber as parcelas de R$ 600 em abril, isso porque a nova extensão só será creditada uma vez por mês até o fim do ano.

Mais de 17 milhões de pessoas que tiveram o benefício concedido a partir de maio  podem deixar de receber alguma parcela extra do auxílio emergencial. O beneficiário que começou a receber o auxílio emergencial em maio recebeu nesse mês, em junho, julho, agosto e setembro depósitos de R$ 600. Mas até dezembro conseguirá receber apenas três parcelas do auxílio residual. E não as quatro.

Mais de um quarto dos beneficiários do auxílio emergencial, que são 67,7 milhões, deverão passar por isto.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp