Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Roberto Veloso, anunciou nessa quinta-feira por meio de nota, que os juízes federais farão uma paralisação no dia 15 de março, uma semana antes do julgamento previsto no Supremo Tribunal Federal sobre o auxílio-moradia da magistratura.

A decisão foi tomada após a Ajufe realizar uma consulta entre os associados, que começou na semana passada – um dia após a presidente do STF marcar o julgamento – e se encerrou na quarta-feira desta semana, com mais de 81% dos votos a favor da realização da paralisação.

Segundo o presidente da Ajufe, a magistratura vem sendo atacada em função do combate à corrupção, “sem limites”, que a operação Lava-Jato vêm fazendo no Brasil – e a forma encontrada para punir a Justiça Federal foi atacar a remuneração dos juízes.

Segundo ele, a primeira forma de ataque aos juízes foi quando “não se aprovou a recomposição do subsídio, direito previsto na Constituição Federal, cuja perda já atinge 40% do seu valor real”. Veloso também afirma que houve uma aceleração na tramitação do projeto de alteração da lei de abuso de autoridade, “em total desvirtuamento das 10 medidas contra a corrupção, projeto esse de iniciativa popular”.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp