Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Banco do Nordeste investiu no Ceará, no período de 16 de março a 29 de maio deste ano, R$ 1,4 bilhão, correspondentes a 315 mil operações, beneficiando todos os setores da economia e empresas de todos os portes do Estado.

Em termos de valores, as operações não rurais lideram as aplicações no Ceará, com total superior a R$ 1,3 bilhão, para mais de 302,5 mil operações, enquanto os financiamentos rurais superam 12,6 mil operações, equivalentes a R$ 112,4 milhões.


Entre as ações trabalhadas pelo Banco, com o objetivo de minimizar os impactos da pandemia de Covid-19 na economia da Região, está o lançamento da linha de crédito FNE Emergencial,  que dispõe  de recursos para capital de giro e investimento, com taxa fixa de 0,21% ao mês.

A empresária Bruna Verçosa, proprietária da doceria Pedaços de Sabor, localizada na capital cearense, está entre os clientes que contaram com o capital de giro FNE Emergencial.

“É muito bom saber que neste momento eu não estou só e posso contar com o apoio do Banco do Nordeste, por meio de um recurso em condições especiais neste tempo de emergência. O processo foi bem tranquilo e tive acesso a uma carência para começar a pagar só a partir de janeiro de 2021”, frisa, demonstrando o quanto o este fôlego financeiro ajudará seu pequeno negócio a superar os desafios atuais.

No âmbito do Crediamigo do Banco do Nordeste, maior programa de microcrédito urbano produtivo e orientado da América do Sul, o Ceará registrou no período mais de 296,6 mil operações, somando valores de R$ 658,1 milhões.


Na Região

Em toda área de atuação do Banco, que abrange os nove estados do Nordeste, norte de Minas Gerais e do Espírito Santo, o BNB realizou,  de 16 de março a 29 de maio, mais de 1 milhão de novas contratações, equivalentes a mais de R$ 7,8 bilhões investidos na Região. Destes, R$ 4,6 bilhões foram direcionados a mutuários de micro e pequeno porte, pulverizados em mais de 1 milhão operações.

Os maiores valores contemplaram operações não rurais, com R$ 6,3 bilhões distribuídos em 917,4 mil contratações. As operações rurais somaram R$ 1,5 bilhão, correspondentes a 107,4 mil contratações.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp