Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Governador reeleito do Ceará com quase 80% dos votos válidos, Camilo Santana (PT) quer promover mudanças na estrutura administrativa do Estado. As mudanças, que envolvem extinção de Secretarias do Governo, além da reorganização de competências de órgãos, serão enviadas a Assembleia Legislativa do Ceará ainda nesta semana.

Aliados de Camilo, que não conseguiram serem reeleitos nas eleições deste ano, porém, pressionam o governador para garantir um cargo na Câmara Federal no próximo ano. O assunto foi destaque no Bate Papo Político desta terça-feira, 9, do Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior).

O correspondente do Jornal Alerta Geral, Carlos Alberto, tem mais informações sobre o assunto:

CARLOS ALBERTO – CAMILO QUER REFORMA ADMINISTRATIVA

Dentre aqueles que não conseguiram serem reeleitos neste ano e que aguardam o “guarda-chuva” do Governo Camilo está o deputado federal Chico Lopes (PCdoB). O parlamentar recebeu 56.059 votos, ficando como segundo suplente da coligação PT, PP, PV, PR, PC do B e PMN. A primeira suplência será ocupada pela deputada federal Gorete Pereira (PR), que recebeu 62.059 votos, e que também não conseguiu se reeleger.

Saiba mais sobre o assunto na coluna do jornalista Luzenor de Oliveira:
+ PC do B espera guarda chuva de Camilo para manter Lopes na Câmara Federal

Em meio as articulações do PC do B e do PR para que Gorete e Chico Lopes estejam na Câmara dos Deputados no próximo ano, Camilo Santana e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), podem convocar dois deputados eleitos na coligação, abrindo, assim, vagas para Gorete e Lopes. Os jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida analisaram a proposta de reforma administrativa de Camilo e as articulações para manter Gorete Pereira e Chico Lopes na Câmara Federal.

Para Luzenor, a expectativa de um lugar ao sol, no caso, debaixo do guarda-chuva governista, não fica restrita apenas a Chico e Gorete, mas também a todos aqueles que apoiaram a reeleição de Camilo – 24 partidos comporam a base aliada do petista nas eleições deste ano.

Beto disse que esse guarda-chuva, no entanto, não vai ter espaço para todos os aliados de Camilo depois do pleito deste ano, principalmente após Camilo explicar que pretende enxugar gastos do Governo Estadual. Beto completa e afirmou ainda que o Governo tem que governar de acordo com suas limitações. Ele lembra que Camilo passou os quatro anos de seu primeiro mandato administrando o Estado em meio a crises e faltas de recursos federais e o fez muito bem.

Abaixo os outros destaques do Bate Papo Político de hoje:

– Eunício afirma que vai deixar vida pública

O presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira (MDB), anunciou, por meio de nota, nessa segunda-feira, 8, que vai deixar a vida pública e se recolher à vida pessoal. O senador acabou derrotado nas urnas nas eleições deste ano – perdeu para Cid Gomes (PDT) e Eduardo Girão (PROS), o último por uma diferença de apenas 11.993 votos -, e não conseguiu à reeleição.

Na nota, Eunício também agradeceu aos eleitores cearenses que votaram nele e disse que recebeu “com reverência e respeito” a eleição de Cid e Girão como novos senadores do Ceará. Eunício foi eleito pela primeira vez deputado federal em 1998, tendo sido reeleito em 2002 e 2006. Em 2010, em sua primeira disputa pelo Senado Federal, Eunício foi eleito com 2.688.833 votos.

– PT e PSL terão maiores bancadas na Câmara. MDB emagrece

Composta por 513 deputados, a Câmara Federal terá 30 partidos diferentes a partir de 1º de janeiro de 2019. O PT continua sendo o partido com o maior número de representantes, com 56 no total. A sigla, no entanto, encolheu em relação as eleições de 2014, quando elegeu 61 parlamentares.

Em segundo lugar aparece o PSL, partido do candidato à Presidência Jair Bolsonaro, que nas eleições deste ano elegeu 52 deputados – a sigla elegeu apenas um deputado em 2014, mas com a janela partidária deste ano, que permite aos deputados mudarem de partido, vai terminar o ano com oito parlamentares na Câmara.

Na terceira posição está o PP, que terá 37 cadeiras na Câmara, ante 50 nas eleições de 2014. Na sequência aparecem: MDB, com 34 cadeiras ante 66 em 2014, PSD, também com 34, ante 36 em 2014.

Saiba mais:
+ PT perde espaço, mas continua como partido com mais representantes na Câmara. PSL cresce e fica em 2º

Leia mais:
+ PDT será partido com mais parlamentares cearenses na Câmara. PT é segundo

– PDT define amanhã apoio ‘simbólico’ a PT

A Executiva Nacional do PDT, partido do candidato à Presidência derrotado no primeiro turno, Ciro Gomes, vai se reunir, nesta quarta-feira, 10, para definir se apoia a candidatura do presidenciável do PT, Fernando Haddad.

A tendência é que o PDT apoie Haddad. Contudo, os pedetistas não devem oficializar uma aliança com o PT e nem liberar filiados para apoiarem os petistas. A Executiva Nacional do PDT ainda deve fixar algumas condições para declarar apoio, como a proposta de Ciro Gomes de limpar o nome de devedores do SPC.

Confira no player abaixo o Bate Papo Político na íntegra! Os jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida ainda fizeram um giro pelo Interior do Ceará, mostrando os deputados estaduais e federais eleitos na Região Metropolitana do Cariri e na Serra da Ibiapaba!

BATE PAPO 09.10.2018

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp