Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Pesquisa Datafolha divulgada na noite dessa quarta-feira, 19, mostrou, novamente, a polarização entre os presidenciáveis Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) nas duas primeiras posições das intenções de votos do eleitorado brasileiro. O resultado da pesquisa divulgada ontem, porém, chamou atenção para o terceiro colocado, Ciro Gomes, candidato do PDT à Presidência da República, que, para os jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida, ganhou “sobrevida”.

Ciro aparece empatado tecnicamente com Haddad, já que a pesquisa tem margem de erro de dois pontos percentuais – o petista tem 16% enquanto o pedetista tem 13% das intenções (Bolsonaro lidera com 28%). O assunto foi destaque no Bate Papo Político desta quinta-feira, 20, do Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior).

Para o jornalista Beto Almeida, enquanto a pesquisa Ibope, divulgada na terça, 18, mostrava Haddad com 19% dos votos e Ciro com 11%, uma diferença de oito pontos percentuais, na divulgada pelo Datafolha ontem a diferença é de apenas 3 pontos percentuais. Segundo Beto, se Ciro estava morto na pesquisa Ibope, o pedetista ganhou uma sobrevida na noite de ontem e mostrou sua possibilidade real de atrair parte significativa de um eleitorado que não está contente com a polarização entre Bolsonaro e Haddad para chegar ao segundo turno.

Beto trouxe, inclusive, outro aspecto da pesquisa Ibope que favorece Ciro: 40% dos eleitores brasileiros dizem que podem mudar de voto antes do primeiro turno das eleições. Destes 40%, 15% afirmaram ter preferência pelo candidato do PDT. Por isso, para Beto, Ciro deve buscar votos não mais entre os eleitores da centro-esquerda, mas sim entre os eleitores de centro-direita, muito ligados ao presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB), que não decolou nas pesquisas – o tucano tem 9% das intenções de votos.

Beto lembrou, entretanto, que a Campanha de Ciro tem outra preocupação: 68% do eleitorado brasileiro desconhece o número do candidato – o 12, pertencente ao PDT. Para Beto, o dado é elevado em comparação aos principais adversários de Ciro – 30% disseram não saber qual o número de Bolsonaro – o presidenciável é do PSL, cujo número é o 17 –, e 22% disseram desconhecer o número de Haddad, o 13, pertencente ao seu partido, o PT.

O jornalista Luzenor de Oliveira destacou outro dado da pesquisa que é bom para Ciro Gomes: o pedetista, nos cenários de segundo turno pesquisados pelo Datafolha, vence todos os seus adversários, incluindo o líder das pesquisas de intenção de votos no primeiro turno, Jair Bolsonaro (PSL). Luzenor pontua, porém, que não há nada definido, mesmo a 17 dias das eleições.

Confira abaixo Bate Papo Político na íntegra! Os jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida ainda conversaram sobre a pesquisa Perfil dos Municípios Brasileiros – Aspectos Gerais da Política de Saneamento básico, do IBGE, que apontou que menos de 40% das cidades brasileiras contam com uma política de saneamento básico. No Ceará, apenas 20% das cidades têm um plano municipal de saneamento básico!

BATE PAPO 20.09.2018