Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Bate Papo Político traz como destaque na edição desta terça-feira, 20, no Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 24 emissoras no Interior), o diagnóstico preocupante feito pelo secretário dos Recursos Hídricos do Ceará, Francisco Teixeira nesse segunda, 19, dia de São José. Com a escassez de chuvas, Teixeira disse que o Estado caminha para o seu sétimo ano de seca. Vale lembrar que o secretário, em entrevista ao Jornal Alerta Geral na última sexta-feira, 16, classificou como grave a situação do abastecimento de água dos reservatórios estaduais.

Francisco Teixeira ainda declarou nesse segunda que, caso o cenário de mais um ano de seca se confirme, só haverá uma forma de se evitar a falta d’água no Ceará: a transposição das águas do Rio São Francisco. De acordo com o secretário, a preocupação é maior para o segundo semestre, porque não há um aporte mínimo para garantir o abastecimento mínimo de várias cidades do Interior e da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Teixeira, contudo, reforçou que ainda é preciso esperar o restante do mês de março e o mês de abril para tirar maiores conclusões.

O mês de fevereiro deste ano trouxe esperanças para os cearenses ao registrar chuvas 50% acima da média histórica. Março, no entanto, tem se mostrado pouco chuvoso, com precipitações mais de 70% abaixo da média.

Dada a relevância do assunto, que interessa a todos os cearenses, tanto da RMF quanto do Interior, os jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida conversaram com o deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB), que é presidente da Comissão Externa da Câmara Federal, criada para acompanhar as obras de transposição do Rio São Francisco. O parlamentar, em entrevista à edição desta terça, 20, do Jornal Alerta Geral, cobrou do governador Camilo Santana (PT) coragem para admitir a possibilidade de falta d’água no Ceará.

Raimundo Gomes de Matos concordou com o que disse o secretário Francisco Teixeira e reiterou que a situação hídrica no Estado é extremamente crítica e que, com a escassez de chuvas e sem plano alternativo para atender a população, a falta de água pode ser inevitável. Sobre a transposição, segundo Matos, as obras continuam em ritmo lento, já que conta com apenas 700 trabalhadores em atividade, sendo que o esperado era cerca de 2 mil.

O deputado federal ressalta, contudo, que o Ministério da Integração Nacional tenta acelerar o ritmo das obras, cogitando até a possibilidade de trocar a concessionária encarregada da obra. Para o jornalista Beto Almeida, entretanto, a transposição do Rio São Francisco é marcada por muito discurso, pouco resultado e dificilmente vai se tornar realidade em 2018.

A seca, que a tantos anos preocupa os cearenses, deu as caras até mesmo no dia do padroeiro do Estado, São José. Nessa segunda, 19, choveu apenas em 33 dos 184 municípios do Ceará, de acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), como informou o correspondente Carlos Alberto.

O Bate Papo Político de hoje ainda trouxe uma outra notícia importante. A Ordem dos Advogados do Brasil, secção do Ceará, decidiu negar os pedidos de conselheiros em disponibilidade do extinto Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) para retomarem o registro como advogados.

Por fim, uma última informação. O governo do presidente Michel Temer vai propor que até 40% da carga horária total do Ensino Médio seja realizada à distância. A proposta também prevê que a Educação de Jovens e Adultos tenha 100% do curso fora das instituições de ensino.

Gostou do que foi debatido no Bate Papo Político de hoje? Então clica no player abaixo e ouça as análises do jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida na íntegra!

BATE PAPO 20.03.2018

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp