Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O período de pandemia e isolamento social trouxe consigo um grande problema para as atividades escolares que ficaram suspensas temporariamente. A fim de suprir a necessidade do conteúdo, muitas instituições vêm realizando as aulas remotas, por meio dos recursos da internet, contudo, muitas limitações ainda se apresentam. No Ceará, o deputado Queiroz Filho (PDT) pediu pra ser realizada uma audiência na AL sobre o retorno das aulas presenciais.

Dentro do Bate-Papo político, os jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida repercutiram o assunto nesta segunda-feira (01). Os colégios particulares estavam se programando para retomar as atividades no dia 17 de junho, contudo, o novo decreto do governador Camilo Santana determinou as instituições de ensino devem retornar somente na quarta fase de reabertura da economia devido as aglomerações.

O deputado Queiroz Filho disse que a audiência se faz importante como uma ferramenta de discussão junto a Secretaria da Educação do Estado para que se viabilize o oferecimento de uma educação mais adequada aos alunos. Luzenor de Oliveira afirma que a audiência proposta também deve ampliar a discussão sobre o cumprimento da lei instituída pelo governador acerca da redução das mensalidade escolares.

Luzenor ainda pontua que os pais que possuem seus filhos vinculados as instituições de ensino superior receberam comunicados informando a metodologia das aulas remotas, as quais devem reunir três turmas para uma exposição de um professor, somando cerca de 70 alunos em apenas uma aula. Tal configuração preocupa os pais que questionam a produtividade das aulas nesta sistema.

O jornalista Beto Almeida destaca que a grande indagação é sobre qual segurança os filhos vão ter no retorno às aulas presenciais previstas para o segundo semestre de julho diante de uma pandemia e num ambiente propicio a aglomerações que podem colocar em risco a saúde dos filhos. Para Beto, o deputado quer saber se os colégios já estão claramente preparados para as aulas presenciais.

Ele finaliza criticando o sistema das aulas remotas com muitos alunos em uma reunião apenas: “Não tem um professor que consiga manter uma didática, manter a atenção focada para 70 alunos no ensino a distância. Resumo da ópera, são os colégios apenas tentando fazer um faz de conta, de que estão fazendo um papel intermediário enquanto as coisas vão se desenrolando e principalmente tentando não perder alguns alunos, não querem perder receita”

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp