Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Reforma da Previdência volta a campo! A proposta que altera as regras para concessão do benefício da aposentadoria deve entrar em votação no plenário do Senado Federal nesta terça 24). O assunto foi destaque no Jornal Alerta Geral desta segunda-feira (23).

Serão necessários 49 votos entre os senadores para que se confirme a aprovação da PEC legitimada pela Câmara dos Deputados. O texto será submetido a duas sessões de votação e, caso aprovado no primeiro turno, terá a segunda etapa realizada no dia 10 de outubro.

Por outro lado, a PEC paralela, que versa sobre a inclusão de servidores públicos municipais e estaduais na reforma, entra em votação após o Senado aprovar as principais alterações da proposta de emenda à constituição original. Os jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida comentaram a tramitação.

Para Beto Almeida, a aprovação da proposta já é certa: “Eu não tenho dúvidas que vai passar, porque das 77 emendas propostas, apenas uma foi aceita…foi exatamente aquela que os servidores públicos concursados anteriores a 2003 que tenham garantido a incorporação das gratificações que eles ocuparam nos cargos comissionados, para que eles possam se aposentar com o salário integral”

Diante das mudanças à vista, Beto destaca que o trabalhador brasileiro precisa analisar bem o que for aprovado no Senado, pois agora é “pra valer” e a partir disso é dever do cidadão acompanhar a PEC paralela e “fazer uma pressão grande” para que as emendas do senador Tasso, retiradas do texto principal para não gerar atrasos, sejam aprovadas pelos deputados.

“São emendas que vão tornar a reforma mais justa, mais voltada para o trabalhador mais pobre, para o brasileiro mais necessitado, medidas importantíssimas”, ressalta Beto Almeida.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp