Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Presidente Jair Messias Bolsonaro, anunciou nesta quinta-feira (18), por meio de transmissão ao vivo nas rees sociais, que irá promover mudanças na Petrobrás e que isentará os combustíveis de impostos federais.

A Petrobrás já reajustou o preço dos combustíveis três vezes em 2021 e, a partir desta sexta-feira (19), fará um quarto correção dos valores em 10,2% na gasolina e 15,1% no diesel. Para Bolsonaro, essa sequência de alterações é abusiva.

“Teve um aumento, no meu entender, aqui, eu vou criticar, um aumento fora da curva da Petrobras. 10% hoje na gasolina e 15% no diesel. É o quarto reajuste do ano. A bronca vem sempre para cima de mim, só que a Petrobras tem autonomia”, afirmou

O presidente informou que, após reunião com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, decidiu zerar por dois meses, a partir de 1º de março, o PIS/Cofins que incide sobre o diesel.

“O que é que foi decidido hoje? A partir de 1º de março também não haverá qualquer imposto federal no diesel por dois meses. Então, por dois meses, não haverá qualquer imposto federal em cima do diesel. Por que por dois meses? Porque nestes dois meses nós vamos estudar uma maneira definitiva de buscar zerar este imposto no diesel. Até para ajudar a contrabalancear este aumento, no meu entender, excessivo da Petrobras”, afirmou.

Logo em seguida, sem dar detalhes, prometeu mudanças na petroleira.

“Mas eu não posso interferir nem iria interferir na Petrobras. Se bem que alguma coisa vai acontecer na Petrobras nos próximos dias. Você tem que mudar alguma coisa, vai acontecer”, disse Bolsonaro.

Gás de cozinha

Ainda durante a live, o presidente anunciou que irá zerar os tributos federais sobre o gás de cozinha.

” A partir de 1º de março agora, não haverá mais qualquer tributo federal no gás de cozinha, ad eternum.Então, não haverá qualquer tributo federal no gás de cozinha, que está em média, hoje em dia, R$ 90, na ponta da linha, lá para o consumidor lá. E o preço na origem está um pouco abaixo de R$ 40. Então, se está R$ 90, os R$ 50 aí é ICMS, imposto estadual, e é também para pagar ali a distribuição e a margem de lucro para quem vende na ponta da linha”, disse Bolsonaro.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp