Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Como forma de garantir maior segurança aos idosos institucionalizados, o Corpo de Bombeiros Militar do Ceará realizou, na última sexta-feira (07), um exercício de evacuação em caso de incêndio, no Lar Torres de Melo. A ação foi realizada a partir de recomendação do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio das 17ª e 19ª Promotorias de Justiça de Defesa do Idoso.

“A simulação atingiu os objetivos propostos e nos deu a certeza de que o nosso trabalho está no caminho certo. Esperamos que outras instituições siga este exemplo e tenham a mesma preocupação com a segurança do idoso institucionalizado”, destacou o promotor de Justiça Alexandre Alcântara, que parabenizou e agradeceu o Lar Torres de Melo, o Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) pelo sucesso na operação.

O presidente do abrigo, José Ramos Torres de Melo Filho, ressaltou a importância da atividade. “Aqui nós somos responsáveis pela vida de 220 idosos. Estamos de acordo com as exigências de segurança do Corpo de Bombeiros, tivemos que nos adequar instalando rede de hidrantes, extintores de incêndios, capacitando nossa brigada, escolhida a dedo do nosso quadro de funcionários, e instalando o Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas”, disse.

Um dos coordenadores do simulado, Ten Cel Jefferson, avaliou como muito bom o trabalho em conjunto dos órgãos envolvidos. No total, cerca de 25 bombeiros militares distribuídos em guarnições de combate a incêndio, salvamento e atendimento pré-hospitalar, participaram da atividade. Além disso, o local conta com 13 funcionários que fazem parte da brigada de incêndio e que estão capacitados para realizar os primeiros procedimentos antes da chegada das equipes de socorro. A quadra de esportes do abrigo foi escolhida como “zona fria” e todas as vítimas eram conduzidas em segurança para esta área.

Com informação do Ministério Público do Estado do Ceará