Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmará o Brasil como o candidato a sede da Copa do Mundo feminina de 2023. A inscrição já havia sido feita antes, mas a mudança do tamanho do torneio, oficializada nesta quarta (31), fez que os governos procurarem a Federação internacional de Futebol Associação (Fifa) neste mês de agosto para confirmar se desejam permanecer na disputa ou não. Outros torneios realizados em solo brasileiro recentemente, como a Copa América, mostram que a atual gestão da CBF tem buscado protagonismo como país-sede.

O país avalia ter vantagem diante de outros candidatos graças à estrutura que já existe. Afinal, o país sediou a Copa do Mundo masculina há cinco anos. Uma das cidades que sediou a copa do mundo de 2014 foi Fortaleza, com a Arena Castelão reformada em 2013, ela estar em um bom estado poderá ser sede da copa do mundo feminina de 2023.

O Brasil teve a maior audiência da história do futebol feminino em todo o planeta. O recorde foi alcançado na partida contra a França, que eliminou a Seleção Brasileira nas oitavas de final e foi vista por mais de 35 milhões de espectadores.