Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A 3ª edição do Atlas da Notícia –base de dados criada para mapear as empresas produtoras de jornalismo no Brasil– mostra que 331 veículos jornalísticos foram extintos no Brasil, dos quais 195 (60%) foram da mídia impressa. Os dados indicam avanço da revolução da mídia digital e seu impacto sobre a circulação de exemplares em papel dos jornais, que seguem em queda vertiginosa desde 2014, como mostrou levantamento produzido no mês passado pelo site Poder360.

O jornalista Carlos Alberto Alencar, em seu comentário, nesta quinta-feira (12), no Jornal Alerta Geral (FM 104.3 – Grande Fortaleza + 33 emissoras + redes sociais), informou que o Atlas da Notícia é uma iniciativa do Projor (Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo) e é inspirado no projeto America’s Growing News Deserts, da Columbia Journalism Review, com o financiamento do Facebook, por meio de seu programa FJP (Facebook Journalism Project).

Atualmente, segundo o Atlas da Notícia, existem 11.833 empresas que produzem jornalismo no Brasil, considerando todas as plataformas de comunicação (impresso, digital, rádio e TV). As emissoras de rádio formam o maior grupo: são 4.195 (35,5% do total). Em 2º aparecem os jornais e revistas impressos, somando 3.429 (29%) veículos. O tradicional papel já está perto de ser alcançado pelo digital. Veículos on-line reúnem 3.051 veículos (25,8%). As emissoras de TV somam 1.158 (9,8%).

Confira na íntegra o comentário do jornalista Carlos Alberto Alencar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp