Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Câmara pretende usar parte do dinheiro recuperado pela Lava Jato para pagar bolsas de pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Uma petição foi enviada ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, para que destine R$ 250 milhões de um fundo da Petrobras para destinar aos pesquisadores. Na terça-feira, 27, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), encaminhou uma manifestação ao STF na ação em que Moraes irá decidir sobre o destino dos R$ 2,5 bilhões originados de um acordo entre a Justiça dos Estados Unidos e a estatal brasileira.

O déficit orçamentário do órgão é de R$ 330 milhões. A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) fala sobre o risco de 85 mil pesquisadores ficarem sem bolsas a partir de setembro.

*com informações da Época Negócios.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp