Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
O Governador Camilo Santana acatou a proposta da Justiça Eleitoral do Ceará de pedir tropas federais para cinco municípios nas eleições deste ano. Ele anunciou a decisão em ofício encaminhado à presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, desembargadora Nailde Pinheiro Nogueira. Na manhã desta sexta-feira, o Governo do Estado encaminhou ao TRE o Planejamento Integrado para as Eleições 2018 para as eleições deste ano, que foi apresentado pelo secretário de Segurança Pública e Defesa Social, André Costa.
“Estamos imbuídos do mesmo propósito: propiciar à sociedade cearense um trabalho de excelência, seja por parte da Justiça Eleitoral, do efetivo local, ou por parte das forças armadas”, ratificou a desembargadora Nailde Pinheiro.
Inicialmente, o secretário de Segurança Pública e Defesa Social, André Costa, apresentou o contingente a ser disponibilizado para as Eleições 2018. Ao todo, o efetivo será de 10.804 policiais e bombeiros em todo Estado. Ressaltou que 40 cidades já dispõem de videomonitoramento com 1.381 câmeras e 6 aeronaves.
Um a um, os representantes dos órgãos de segurança discorreram sobre efetivo e estratégias de atuação, não só no dia do pleito, como também, na semana que antecede a votação.
Manifestação do governador
O governador do Estado do Ceará, Camilo Santana, através do Ofício, expôs sua posição acerca da decisão do TRE de requisitar forças federais para complementar a segurança do pleito de 2018.
Camilo enumerou as ações de segurança desenvolvidas nos últimos 3 anos, dentre elas: aquisição de viaturas; construção de presídios; interiorização do BPRaio; contratação de 9.000 profissionais de segurança e a instalação do Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública Regional do Nordeste.
E, afirmou: “O entendimento do Governo do Estado do Ceará é de que a segurança dos cidadãos é tarefa árdua, diária e impõe a união de todas as forças vivas da população. Por isso, consideramos adequada qualquer nova iniciativa que venha somar-se aos nossos esforços e ampliar a capacidade das forças de Segurança do Estado para cumprir sua difícil missão de garantir a segurança ao povo cearense”.
Na última segunda-feira, 27, a presidente do Tribunal do TRE, desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira, e o vice-presidente e corregedor, desembargador Haroldo Correia de Oliveira Máximo, foram recebidos pelo governador do Estado do Ceará, Camilo Santana, no Palácio da Abolição. Na ocasião, os magistrados apresentaram ao chefe do executivo estadual os motivos que levaram à aprovação, do pedido de forças federais para as Eleições 2018 nos municípios de Fortaleza, Caucaia, Juazeiro do Norte, Sobral e Maracanaú. Camilo questionou a necessidade e afirmou que se posicionaria posteriormente, o que ocorreu nesta sexta-feira.