Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O governador Camilo Santana se pronunciou, neste sábado, 27, sobre a chacina no Bairro Cajazeiras, em Fortaleza, definiu os crimes como “ato selvagem e inaceitável”. Em nota publicada em uma rede social, Camilo disse ainda que determinou ao secretário de Segurança Pública, André Costa, uma profunda investigação para os autores dos homicídios – 14, no total, de acordo com os dados oficiais do Governo do Estado –, serem identificados e afirmou que não aceitará impunidade.

O governador do Estado, em nota, afirmou que confia na polícia e tem convicção para a chacina ter os seus autores identificados. “Confio na nossa polícia e tenho absoluta convicção de que uma resposta será dada muito em breve”, disse Camilo, ao destacar, ainda, que “não aceitaremos de forma alguma que esse tipo de barbárie fique impune”.

Camilo demonstrou indignação com tanta violência: “Diante do ato selvagem e inaceitável ocorrido essa madrugada em Fortaleza, quando 14 pessoas foram mortas, convoquei imediatamente o secretário de Segurança, André Costa,  e a cúpula da SSPDS, e determinei rigor absoluto nas investigações e busca incessante dos criminosos, para que todos os envolvidos sejam identificados e presos o mais rápido possível”, garantiu o governador Camilo Santana.

Nota oficial do governador Camilo Santana

“Diante de um ato selvagem e inacietável ocorrido essa madrugada em Fortaleza, quando catorze pessoas foram mortas, convoquei imediatamente o secretário de Segurança, André Costa, e a cúpula da SSPDS, e determinei rigo absoluto nas investigações e busca incessante dos criminosos, para que todos os envolvidos sejam identificados e presos o mais rápido possível. Não aceitaremos de forma alguma que esse tipo barbárie fique impune. Confio na nossa polícia e tenho absoluta convicção de que uma resposta será dada muito em breve”