Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Os candidatos que foram impugnados pela Justiça Eleitoral neste ano e receberam um total de R$ 38,7 milhões do fundo eleitoral e de doações oficiais, terão que devolver esse montante ao país. Somente a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, terá que desembolsar R$ 20 milhões desse total.
Esses valores foram arrecadados antes da sua substituição na disputa por Fernando Haddad. Lula declarou ter gasto R$ 19,7 milhões dos valores recebidos. Os demais 1,2 mil candidatos terão que devolver R$ 18,7 milhões; Os dados são da ONG Movimento Transparência Partidária, segundo dados do TSE na internet. A ideia do Ministério Público Eleitoral é reaver o valor total.
Grande parte dos gastos foi com programas de TV, rádio e vídeos de internet. Quando são consideradas todas as 29 mil candidaturas deste ano, o relatório da ONG mostra que o principal gasto de campanha nas eleições 2018 foi com impressão de material publicitário – R$ 572 milhões foram destinados a esse tipo de despesa. O segundo maior gasto foi com despesa de pessoal.
A Transparência Partidária também lançou nesta segunda-feira, 12, uma plataforma que agrega informações do TSE sobre as prestações de contas. É possível dividir os gastos por idade, sexo e cor dos candidatos, por exemplo.
Com informações do Estadão
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp