Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O deputado estadual Capitão Wagner que, em 2016, surpreendeu ao chegar ao turno na corrida pela Prefeitura de Fortaleza, descarta a possibilidade de ser candidato ao Governo do Estado e cita, entre as opções de nomes da oposição, os senadores Tasso Jereissati (PSDB) e Eunício Oliveira (PMDB). Os dois nomes, segundo Wagner, tem potencial eleitoral, força política, trajetória de vida política de sucesso e estão credenciados para concorrer à sucessão do governador Camilo Santana (PT). Quanto a Tasso, com quem  tem boa interlocução, Wagner o considera o nome para 2018, mas tem dúvidas se o tucano teria o Governo do Estado como prioridade, como conta, em sua Coluna Política & Economia, o jornalista Carlos Alberto Alencar.

 

 

Agora ele é contra

 

O deputado federal José Nobre Guimarães (PT) declara-se completamente contra ao aumento de qualquer tipo de imposto, como já ameaçou o ministro da Fazenda, Henrique Meireles. Qualquer aumento de imposto agora, segundo Guimarães, vai cair em cima do ombro da classe média brasileira, que já está sufocada e não aguenta mais qualquer centavo a mais do que paga.

 

Antes, nem tanto

 

O deputado observa que essa discussão quando era feita para a volta da CPMF no governo passado, principalmente PSDB, DEM e PMDB, eram contra a aprovação da ideia. Agora, segundo ele, é preciso a oposição, principalmente PT, PDT e PC do B, lutarem contra esse aumento anunciado pelo governo Temer, porque só tem um sentido: prejudicar.

 

Assim não dá

 

A reforma da Previdência do jeito que está não será aprovada pelo Congresso Nacional, porque vai prejudicar muito o trabalhador brasileiro, acredita o deputado federal comunista Chico Lopes. Ele observa que outra medida equivocada do governo Temer é repassar para os estados as atribuições de promoverem suas próprias reformas da Previdência, porque todos estão com dificuldades de caixa.

 

Tá cedo, mas…

É muito cedo para falar em sucessão estadual, porque a eleição para o Governo do Ceará está distante mais de um ano, outubro de 2018. A observação é do deputado estadual capitão Wagner, mas dando a certeza de que os partidos de oposição, formados pelo PR, seu partido, PMDB, e, dentre outros, PSDB estarão coligados na disputada majoritária. Por outro lado, prevê que até o final do ano o desenho real da disputa começará a se definir para tomar um rumo certo.

 

Olha eu

 

O que ele faz questão de ressaltar é que seu nome continua colocado à disposição dos partidos de oposição, mas não significa, pelo menos até o presente momento, que seja o candidato ao cargo. Explica que seu nome está colocado, porque a votação que teve quando foi candidato a Prefeitura de Fortaleza, na eleição passada, foi muito expressiva.

 

Os homens fortes

 

Por outro lado, observa que a oposição tem outros nomes fortes como o do senador Eunício Oliveira, presidente do Congresso Nacional, e de Tasso Jereissati, que faz um grande trabalho como senador da República. Wagner considera que o tucano está muito cotado para ser o candidato das oposições ao Palácio da Abolição, mas resta saber se ele aceitará disputar o cargo.

 

 

 

Aonde a vaca vai…

 

O secretário estadual do Meio Ambiente, Artur Bruno, confirmou, mais uma vez, que vai seguir o governador Camilo Santana na questão de filiação partidária. Acrescenta que se o titular do Palácio da Abolição continuar filado ao PT ele vai continuar onde está, mas se for se filiar a outro partido vai fazer a mesma coisa, justificando que já há acerto nesse sentido.

 

… O boi vai atrás

 

“Nós vamos seguir a trajetória  política do governador e se ele ficar no PT, obviamente, nós vamos ficar no partido”, reforça Bruno. Segundo ele, o melhor agora é aguardar o que o governador vai decidir sobre essa questão que já vendo sendo discutida, mas até agora não definida. Mas não deixa por menos: “em matéria política eu vou seguir o governador Camilo Santana agora e depois.”.

 

Olha o Bing aí, Bob!

O prefeito em exercício de Fortaleza, Moroni Bing Torgan, recebeu o líder do Governo na Câmara de Vereadores, Ésio Feitosa, e os vice-líderes Renan Colares e Michel Lins, além dos vereadores Idalmir Feitosa e Didi Mangueira, no Paço Municipal. O objetivo do encontro foi fazer uma prévia sobre o Plano Municipal de Proteção Urbana que foi apresentado nessa quinta-feira (30). O prefeito em exercício apresentou o Plano para todos os vereadores de Fortaleza, na Câmara Municipal.

O harmônico

 Bing Moroni destacou a importância da harmonia e da parceria entre o Legislativo e o Executivo para avançar nos projetos relevantes para a Cidade. “Esse projeto do Plano de Proteção Urbana é uma das matérias que terá que ser apreciada pelos vereadores e daí a importância de eles conhecerem muito bem a proposta.”, afirmou.··.

Incentivo a si próprio

Ainda durante a reunião, Bing Moroni sancionou a lei aprovada pelos vereadores, que vai conceder oito mil vale-compras para que os professores da rede municipal de ensino possam adquirir livros ou outros materiais de incentivo à leitura nas edições da Bienal Internacional do Livro do Ceará.

O relatório da marmelada

Em seu relatório final, de acordo com a Folha de S. Paulo, o ministro Hermann Benjamim, do TSE, defende a cassação da chapa, mas poupa Michel Temer e Dilma Rousseff da inelegibilidade. “A narrativa construída por ele sinaliza uma série de irregularidades financeiras na campanha de 2014, mas também a ausência de provas cabais de que Dilma e Temer sabiam, durante aquele período, que um esquema de caixa dois abastecia as contas”.

Elas por elas

Terminou ontem, quinta-feira, mais um período de sufoco na bolsa, com o fim da temporada dos balanços de 2016. Um levantamento feito a pedido de EXAME Hoje pela consultoria Economatica mostra que a vida das companhias de capital aberto em 2016 foi tão desafiadora quanto no ano anterior. Juntas, as companhias de capital aberto passaram de um prejuízo de 60,2 bilhões de reais em 2015 para um lucro de 20,8 bilhões de reais. Seria um bom resultado, não fossem questões contábeis escondidas.

Seis por meia dúzia

 Deixando de fora os resultados das estatais Eletrobrás e Petrobras e da mineradora Vale, que mais foram distorcidos por baixas contábeis em 2015, e também o resultado da novata rede de laboratórios Alliar (que só chegou à bolsa em 2016), as companhias de capital aberto passaram de um lucro de 20,2 bilhões de reais em 2015 para ganhos de 22,8 bilhões de reais em 2016. Ou seja: ficou elas por elas.

 

Luz no fim do túnel

 

O Brasil ainda está passando por muitas dificuldades, mas as pesquisas já indicam um vetor de crescimento na pequena e micro empresa, que estão na ponta dos negócios. A interpretação é do presidente da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas, o cearense Honório Pinheiro, que participa em Brasília de reunião da entidade para discutir a conjuntura do País.

 

Dever cumprido

 

O empresário acha que isso acontece na maioria dos estados brasileiros, mas destaca o Ceará como um dos mais efetivos, porque o Estado sempre fez o “dever de casa”. Pinheiro prevê na faixa de 3% o crescimento das vendas na Semana Santa, no Ceará. Ele observa que esse crescimento vai abranger o sistema alimentar, principalmente nos supermercados.

 

Operações cambiais

Com os serviços de compra e troca de moedas estrangeiras e transferências internacionais, acaba de chegar a Fortaleza a BeeTech, primeira empresa brasileira focada em soluções financeiras que integram processos consolidados durante as operações cambiais. Por meio de um processo simples, humanizado e transparente, agora os interessados na compra, troca ou transferências internacionais de valores poderão realizar todo o processo via Chat, Whatsapp, Telegram, Skype, e-mail ou telefone e receber os valores onde desejar.

Totalmente online

A BeeTech oferece esses serviços por meio de seus dois produtos, BeeCâmbio, primeira correspondente cambial presente em mais de 40 cidades do país, e Remessa Online, primeira plataforma independente para transferências internacionais autorizada pelo Banco Central do Brasil 100% online. Ao todo, são 26 moedas disponíveis para compras, trocas e transferências internacionais.

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp