Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A equipe do pré-candidato do PROS à Prefeitura de Fortaleza, Capitão Wagner, entra na reta final da elaboração do programa de governo que tem como principal eixo a eliminação da burocracia com a prestação de serviços digitais à população. A proposta vem sendo discutida desde o ano passado e, neste primeiro semestre, avançou para, em setembro, ser apresentada como principal plataforma de campanha do candidato.

A ideia é que, quanto mais digitais forem os serviços, mais agilidade tenha o Município para dar resposta a quem precisa das ações da administração e menos custos tenha o cidadão que paga uma alta carga tributária. Com essa filosofia, Wagner vai propor uma proposta de gestão digital, onde o cidadão tenha serviços mais ágeis e sem o trâmite burocrático que marca a atuação do poder público.

Simultâneo ao trabalho de elaboração do programa de governo, os articuladores políticos do Capitão Wagner estão em campo para ampliar o palanque da aliança puxada pelo PROS e que, nesse momento, tem o Republicanos, o PSC, o Podemos, PMN, PL e o PMB. Wagner trabalha para anunciar, nesta semana, uma importante adesão – a entrada para a coligação de um partido que hoje está na base de apoio ao prefeito Roberto Cláudio.


PSL NO RADAR


Os aliados do Capitão Wagner correm, também, para bater o martelo com o PSL que tem como representante do Ceará na Câmara Federal o deputado Heitor Freire. O PSL tem fundo eleitoral e tempo de rádio e televisão que são grandes atrativos nas eleições municipais. Um acordo nacional já garantiu a participação do PSL na aliança com o PROS em Fortaleza, mas Wagner espera um gesto mais concreto do deputado federal Heitor Freire que, em alguns momentos, fala que o partido terá candidato à sucessão do prefeito Roberto Cláudio.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp