Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Um relatório do próprio Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento afirma que o órgão, desde outubro de 2015, já tinha indicio de um esquema de fraude na fiscalização de frigoríficos no Paraná, um ano e cinco meses antes da deflagração da Operação Carne Fraca.
O documento apresenta as conclusões de uma sindicância interna realizada pelo Ministério para apurar denuncias de Daniel Gouveia Teixeira, que desencadeou a Operação Carne Fraca. Ele deu informações da Polícia Federal sobre o esquema.
Apesar das denúncias, alguns acusados permaneceram nos cargos. O Ministério da Agricultura afirma que as informações fazem pare de um processo administrativo disciplinar, que ainda está em tramitação, sob sigilo.