Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os ursos-pardos que estão sendo transferidos do Zoológico de Canindé, no Ceará, para o Rancho dos Gnomos, em São Paulo, nesta quarta-feira (28), vão receber novos nomes ao chegar ao destino. Até então chamados de Dimas e Kátia, eles passam a ser nomeados como Verrú e Mizar.

De acordo com os responsáveis pelo Rancho dos Gnomos, Verrú, como será chamado Dimas, significa “força da superação”. Já Mizar, novo nome de Kátia, representa o nome de uma das estrelas mais brilhante da constelação de Ursa Maior. A fundadora do Rancho dos Gnomos, Sílvia Pompeu, explica que já é uma tradição do santuário ecológico a mudança nos nomes dos bichos acolhidos.

Mudamos justamente para descaracterizar o período que esses animais passaram em sofrimento no circo. É muito latente isso neles, em todos os animais. A gente gosta de descaracterizar para deixar o passado para trás. Vida nova, local novo, energia nova, e o nome representa isso, conta.

A fundadora relata ainda a forma como os nomes foram escolhidos.

Nós somos adeptos da meditação e, por incrível que pareça, esse nome sempre é intuído pela meditação. Quando a equipe bate o martelo do nome, a gente já começa a fazer uma relação com os animais. Mas a gente tem o cuidado de, enquanto eles não entram na carreta do Rancho dos Gnomos, eles continuam sendo aquele animal com o nome antigo.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp