Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Equipes da Polícia Civil de Quixadá, Quixeramobim e Banabuiú realizaram, na manhã dessa quinta-feira, a segunda fase da “Operação Ostentação”, iniciada havia uma semana em Quixadá, distante 167Km de Fortaleza.

Quatro pessoas foram presas. Dentre os detidos está o casal apontado pela Polícia como mentor do esquema criminoso e mais dois homens, comparsas intermediários das transações fraudulentas realizadas pelo grupo de estelionatários.

Os delegados Marcus Vinicius Damasceno, de Quixadá, André Firmino, de Quixeramobim e Cláudio Martins, de Banabuiú, junto com as equipes de policiais das três delegacias, cumpriram mandados de busca e de prisão em vários pontos de Quixadá. Foram presos o casal Marcílio Jorge da Silva Cavalcante, 39 anos, conhecido como Marcílio Voa Dois,  e Marillianny Patrício Nobre, 30 e ainda Jone Kello da Silveira Lemos, 29 e Osmildo Pereira Brito Neto, 27.

Pelos levantamentos realizados nas investigações, a Polícia Civil estima movimentação financeira fraudulenta do casal superior a R$ 1 milhão por ano. As suspeitas são de que eles vinham agindo desde 2010. Somente uma das vítimas, uma aposentada do Rio de Janeiro, transferiu para o grupo criminoso R$ 460 mil. Esse golpe ocorreu em 2014, explicou o delegado.