Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Política no Brasil é mais imprevisível do que cabeça de juiz, barriga de mulher e bunda de bebê.. E os políticos brasileiros, em geral, são mais caras-de-pau do que as carrancas do São Francisco. Dúvida? Pois veja: o Antagonista descobriu e revelou que Temer já conseguiu arrebanhar 4 votos no TSE. Isto significa que foi para as cucuias aquele acordão de cassar a chapa Dilma-Temer, por causa dos crimes cometidos na campanha de 2014, e o Tasso Jereissati assumir o governo.

Das cinzas

Para piorar, a economia melhorou. Sob ameaça de ter seu mandato cassado pela Justiça Eleitoral, Temer botou nas redes sociais um discurso para defender que os indicadores de recuperação da economia foram alcançados graças a ele no Palácio do Planalto. Em tom professoral, no qual explica termos econômicos, o cara… quer dizer o presidente afirma que, antes de assumir o pode r, o país estava “mergulhado na mais profunda recessão de sua história”. E que, depois de um ano da sua gestão, passa por um “renascimento”.

Tarzan tupiniquim

Isso porque, ontem (1), o IBGE divulgou crescimento de 1% do PIB (Produto Interno Bruto) no primeiro trimestre. Realmente, trata-se do primeiro resultado positivo depois de dois anos. “Esse número é o resultado de um ano de trabalho. Trabalho do meu governo em sintonia com o Congresso Nacional e ouvindo a sociedade para promover as reformas adiadas por tanto tempo.” – bateu nos peitos Temer.

Tudo sob controle

Na tentativa de ter uma sobrevida, o presidente tem focado nos índices econômicos para recuperar apoio junto ao mercado financeiro e a setores sociais. Além disso, tem tentado comprovar que ainda possui apoio suficiente no Congresso Nacional para continuar no cargo. No vídeo, nas redes sociais, Temer não perdoa e lasca: “A inflação hoje está sob controle e encerrará o ano abaixo do centro da meta. O que significa isso? Significa mais poder de compra. Você poderá utilizar melhor seu dinheiro.” Acredite se der.
Comigo não!
O senador afastado Aécio Neves participou das discussões para a montagem do Conselho de Ética do Senado, que vai deliberar sobre pedido do PSOL-Rede pela cassação do seu mandato. Tucanos foram escolhidos a dedo para ajudar a barrar o requerimento. Assim como fizeram outros partidos com quem tem interlocução. Em outra frente, senadores investigados já falam em arrependimento por respaldarem a prisão de Delcídio do Amaral. Avaliam que isso deixou o STF à vontade para tentar de novo, mas que a dose não vai se repetir com Aécio.

Cadeia maltrata

E como… Antonio Palocci tenta negociar, em acordo de delação premiada, que a pena dele seja cumprida em um ano de prisão domiciliar e que os depoimentos sejam focados em banqueiros e empresários, além do ex-presidente Lula. Preso desde setembro de 2016, o petista tem se dedicado, no último mês, à elaboração de sua proposta de acordo com a Procuradoria-Geral da República e a força tarefa da Lava Jato em Curitiba. Vai entregar o Poderoso Chefão.
Siamês

E por falar no Poderoso Chefão, o novo ministro da Justiça, Torquato Jardim (que só entende de segurança porque já foi assaltado), ao abordar o caixa 2 de campanhas eleitorais, disse que, se o dinheiro é declarado, pouco importa a origem: “O advogado atende um cliente que paga em cash. O advogado recolhe, passa o recibo, recolhe imposto pertinente. Ele tem que ficar perguntando para o cliente de onde veio o dinheiro?” A máfia pensa igual a Torquato Jardim a respeito de lavagem de dinheiro. Outra informação sobre esse Jardim de cactos: ele foi nomeado por Temer para trocar o diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello. E já disse, abertamente, que vai fazer mesmo o que o chefe mandou.

No mundo da propaganda

Juro que não sei porque o governo do Estado e a prefeitura de Fortaleza fazem tanta propaganda na mídia local sobre suas supostas conquistas na área da educação, quando a realidade é outra, bem diferente. No Ceará, 118.485 crianças e adolescentes, de 4 a 17 anos, estão fora da escola segundo relatório do Unicef, baseado na Pnad 2015. O número representa 6% da população nesta faixa etária. A exclusão escolar afeta principalmente meninos e meninas das camadas mais vulneráveis da população.

Barreiras

Conforme o relatório do Unicef, os fatores de exclusão escolar são diversos e ultrapassam os muros da escola. Uma série de obstáculos impede que todas as crianças e todos os adolescentes estejam nas salas de aula. As barreiras podem ser socioculturais e econômicas, podem estar vinculadas à oferta educacional e podem ter como pano de fundo questões políticas, financeiras e técnicas.

Evasão

O maior número de adolescentes fora da escola, no Ceará, corresponde a faixa etária de 15 a 17 anos, com o registro de 86.052 excluídos do âmbito escolar. Embora a idade indique que esses jovens deveriam estar no ensino médio, a própria Secretaria da Educação do Estado aponta que grande parte desses adolescentes que estão fora da escola não concluíram o ensino fundamental.

Sinal verde

Pelo terceiro ano consecutivo, Fortaleza registra queda no número de mortes no trânsito e, pela primeira vez, em 15 anos, o número de mortos no trânsito da Capital ficou abaixo de 300 óbitos. De janeiro a dezembro de 2016, foram registradas 278 mortes contra 381 óbitos em 2011, o que representa uma diminuição de 27,03% no número de vítimas fatais. Os dados preliminares são da edição de 2016 do Relatório Anual de Acidentes de Trânsito.

Parte fraca

Segundo o estudo, a maior variação percebida foi em relação a pedestres e ciclistas, considerados os usuários mais vulneráveis a acidentes. O número de vítimas fatais entre pedestres caiu 50,3%, enquanto o número de vítimas entre os ciclistas diminuiu 39,5%, considerando o mesmo período

Triste partida

Na segunda feira, 5, serão divulgados, na Assembleia, dois estudos que trazem dados e informações inéditas sobre homicídios de adolescentes brasileiros. O Índice de Homicídios na Adolescência (IHA), a partir de uma extensa pesquisa do cenário da violência letal sofrida por adolescentes em 2014, faz uma projeção do número de adolescentes que serão mortos antes de completar 19 anos até 2021. Além disso, traz uma análise dos números de homicídios de adolescentes nos grandes municípios brasileiros.
42 mil cruzes
A partir do cálculo do índice de 2012, estimava-se que aproximadamente 42 mil vidas de adolescentes seriam perdidas nos municípios com mais de 100 mil habitantes entre 2013 e 2019 se as condições fossem mantidas. O IHA é resultado de uma parceria entre o Unicef, Ministério dos Direitos Humanos, Observatório de Favelas e o Laboratório de Análise da Violência da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.
As vítimas
Na ocasião, o Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência lançará o relatório “Trajetórias Interrompidas”, que faz uma análise dos perfis dos adolescentes mortos no Ceará. A pesquisa traz um levantamento qualitativo sobre quem são os adolescentes vítimas de homicídios no Estado, oferecendo informações sobre as condições familiares, educação, renda, entre outros.

Incentivo à pesquisa

O Banco do Nordeste lança dois editais com R$ 7 milhões em recursos do Fundo de Desenvolvimento Econômico, Cientifico, Tecnológico e de Inovação (Fundeci), disponíveis a projetos de inovação tecnológica. Poderão ser beneficiadas instituições de pesquisa e entidades privadas com ou sem fins lucrativos sediadas nos nove estados nordestinos e norte de Minas Gerais e do Espírito Santo.

Incentivo à pesquisa 2

O edital de Subvenção Econômica para Inovação nas Empresas da Região Nordeste terá R$ 4 milhões. Os recursos serão destinados a empresas de portes micro, pequeno ou pequeno-médio. Com R$ 3 milhões, o edital Produtividade e Competitividade – Inovações Tecnológicas e Organizacionais para Incremento da Produtividade e Competitividade nos Setores Produtivos contempla instituições públicas ou privadas sem fins lucrativos.

Fonte de energia

O FNE Sol, linha de crédito do BNB para projetos de micro e minigeração distribuída de energia elétrica, completa um ano com mais de R$ 26,1 milhões contratados. Os financiamentos contemplam empreendedores da região e do norte de Minas Gerais e do Espírito Santo. No Ceará, foram aplicados R$ 3,1 milhões, em 23 operações de crédito.

Bom e barato

O recurso atende empresas de todos os portes e setores, produtores e empresas rurais, cooperativas e associações. Podem ser financiados sistemas completos que envolvem geradores de energia, inversores, materiais auxiliares e instalação. As condições para acesso ao crédito são atrativas: prazo de pagamento de até 12 anos, com até um ano de carência; financiamento de até 100% do investimento; e bônus de adimplência de 15%.