Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O secretário municipal de Saúde de Caucaia, Moacir Soares, apresentou nesta quinta-feira (12), durante sessão na Câmara dos Vereadores de Caucaia as ações desenvolvidas pela gestão na promoção e prevenção da saúde no município. “Apresentamos um balanço de tudo o que estamos fazendo. Como gestor, devemos ter uma sintonia no trabalho com os vereadores na prestação de contas”, disse o titular da pasta da saúde.

A ida do titular da Saúde integra um cronograma fixado para que secretários municipais apresentem detalhes dos projetos desenvolvidos pela prefeitura de Caucaia aos parlamentares.

“Eles vão contribuir com o nosso trabalho, que é de fiscalizar o poder executivo”, disse o presidente da Câmara, vereador Enéas Goes.

Moacir Soares citou diversas leis apresentadas pela atual gestão e aprovadas pela Casa, como a lei do Parto Humanizado, que garante à gestante o direito a acompanhante durante todo o período de trabalho de parto.

“Um gestor faz seu trabalho e vai embora. Nós criamos história em Caucaia garantindo bons projetos serem eternizados por lei”, disse.

Ele lembrou ainda da Lei de incentivo aos Agentes Comunitários de Saúde, que passaram a receber 35% incentivo.

“Além da aprovação do 14ª salário. Eram direitos garantidos por Portarias. Mas transformamos em projeto de lei e graças à sensibilidade dos vereadores e visão do nosso prefeito, conseguimos aprovação”.

A criação do serviço de plantão 24h na prevenção ao suicídio, também foi um projeto de lei aprovado.

“Estamos em fase de implementação. É um serviço por telefone que funcionará 24h para atender pessoas com sentimentos suicidas e receber o encaminhamento correto para atendimento na rede de saúde”, descreveu Moacir.

Em outro projeto de lei aprovado está a destinação de 100% do IPTU para a saúde.

“Isso faz com que a saúde de Caucaia tenha sustentabilidade. São cerca de R$ 2 milhões por mês que são investidos para a saúde”, ressaltou.

Moacir explanou ainda na manha, a criação de 45 Conselhos Locais de Saúde, a formação de turmas de médicos residentes especialistas em saúde da família atuando no município, a criação de plano de cargo, carreira e salário para agentes de saúde e de endemias, o aumento de 34 para 85 equipes do Programa Saúde da Família, a construção da UPA da Jurema, que atualmente atende 11 mil usuários por mês e a contratação de 170 novos agentes de saúde ainda este ano. Ao final, o titular da pasta respondeu as dúvidas dos vereadores.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp