Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 

Caucaia aderiu ao Programa de Residência em Medicina da Família e Comunidade e terá disponível uma turma de dez médicos residentes em quatro de suas Unidades Básicas de Saúde. O programa é um convênio da Universidade Federal do Ceará (UFC), a Escola de Saúde Pública do Estado (ESP-CE) e a Secretária de Saúde de Fortaleza.

Os médicos, a partir deste quinta-feira 6, começam a atender nos postos Antônio Jander Machado, Francisco Paulo Pontes, Joaquim Braga e Pedro Gabriel de Oliveira, nos bairros Araturi, Planalto Caucaia e Parque Leblon, respectivamente. Estarão sob a orientação e supervisão de cinco médicos preceptores. Segundo a coordenadora da Atenção Primária à Saúde de Caucaia, Vilalba Carlos, esta é a primeira vez que o município estabelece vínculos com instituições como a ESP e a UFC.

Projeto Primeiro Passo 2017

A Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social de São Gonçalo do Amarante está com inscrições abertas para turmas do Projeto Primeiro Passo 2017. Os interessados devem se inscrever no site www.stds.ce.gov.br até o dia 7 de abril. Podem participar jovens na faixa etária de 16 a 22 anos que estejam cursando ou concluído o Ensino Médio da rede pública, com exceção para alunos do Centro de Educação de Jovens e Adultos – CEJA.

A documentação necessária para inscrição no Programa Primeiro Passo – Jovem Aprendiz é: carteira de identidade; CPF; carteira de trabalho; comprovante de residência; currículo; duas  fotos 3×4; comprovante do Certificado ou declaração que está concluindo 3° ano do ensino Médio; número do NIS, que pode ser obtido na Defesa Civil; e antecedentes criminais, que pode ser impresso pela internet.

Decon itinerante

O Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon), do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), segue pro toda esta semana, entre os dias 3 e 7 de abril, com intensa agenda de viagens ao interior cearense para ouvir as reclamações e tirar dúvidas dos cidadãos. Desta vez, o projeto Decon Viajante irá a Aurora (03), Cedro (04), Lavras da Mangabeira (05), Várzea Alegre (06) e Orós (07).

A van especializada do projeto ficará estacionada nas praças centrais das cidades, das 8h às 14h, divulgando informações sobre o Código de Defesa do Consumidor e registrando denúncias contra empresas que possam estar descumprindo o Código de Defesa do Consumidor (CDC). Além do Decon Viajante, técnicos do órgão realizam fiscalização em estabelecimentos, na tentativa de garantir a segurança dos consumidores e prevenir possíveis conflitos.

Combate ao mosquito

Segundo boletim da Secretaria Estadual de Saúde o município de Várzea Alegre fechou o mês de março sem o registro de casos de dengue. No entanto, para a Prefeitura de Várzea Alegre não é momento para cruzar os braços e se prepara para intensificar, a partir deste mês de abril, campanha de combate ao mosquito Aedes aegypti. A preocupação da Secretaria de Saúde do Município é com o aumento de locais propícios ao surgimento do mosquito transmissor de dengue, zika e chikungunya, no período chuvoso.

A novidade na campanha será a utilização de um novo equipamento: um drone projetado pelos alunos Pedro Vitor Ferreira Máximo e Vinícius Cardoso Viração, estudantes do 3º ano do curso de Eletrotécnica da Escola Estadual de Educação Profissional Dr. José Iran Costa. Recentemente, o prefeito Zé Helder e a coordenadora de Vigilância em Saúde, Lúcia Sousa conheceram o projeto do uso do drone. O equipamento é aparelhado com uma câmera com abertura de 170 graus, tem alta resolução e pode ainda levar o material de combate ao mosquito para ser aplicado nos pontos de focos de larvas, ação que vai facilitar o acesso a locais fechados e que representam dificuldades para combater o aedes aegypti. O prefeito Zé Helder pede a colaboração da população para vencer o mosquito.

Água para Umari

O Ministério Público Federal no Ceará (MPF/CE), a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), o município de Umari e a construtora Jota Barros e Queiroz firmaram acordo para a realização de obras de melhoria do sistema de abastecimento de água da cidade. O objetivo é executar serviços previstos pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) que não foram realizados ou foram realizados de forma irregular.

O termo de ajustamento de conduta foi firmado após representação formulada pela prefeitura municipal de Umari noticiando as irregularidades em convênio firmado entre cidade e a Funasa para a construção de obras hídricas vinculadas ao PAC no valor de R$ 700 milhões.
Ao prestar esclarecimentos ao MPF, a Funasa apresentou parecer técnico reprovando a prestação de contas dos serviços realizados pela Jota Barros e Queiroz construções.

Construtora questiona

A construtora questionou o método de fiscalização da Funasa. Na avaliação da empresa, as responsabilidades da empresa confundiam-se com as do município de Umari. Somente três anos após o envio da prestação de contas a Funasa realizou a vistoria in loco das obras do convênio.

O acordo prevê que, no prazo de 30 dias, a construtora Jota Barros e Queiroz inicie a regularização dos problemas identificados na execução do convênio e concluir as obras em até 60 dias após o início dos trabalhos. Caberá à prefeitura de Umari realizar a verificação dos serviços efetuados e notificar a Funasa para a inspeção do local. Já a Funasa deverá, caso sejam notificadas irregularidades, especificar no relatório técnico se elas são derivadas da execução física da obra ou se são de responsabilidade da prefeitura.

 

 

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp