Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 

Caucaia aderiu ao Programa de Residência em Medicina da Família e Comunidade e terá disponível uma turma de dez médicos residentes em quatro de suas Unidades Básicas de Saúde. O programa é um convênio da Universidade Federal do Ceará (UFC), a Escola de Saúde Pública do Estado (ESP-CE) e a Secretária de Saúde de Fortaleza.

Os médicos, a partir deste quinta-feira 6, começam a atender nos postos Antônio Jander Machado, Francisco Paulo Pontes, Joaquim Braga e Pedro Gabriel de Oliveira, nos bairros Araturi, Planalto Caucaia e Parque Leblon, respectivamente. Estarão sob a orientação e supervisão de cinco médicos preceptores. Segundo a coordenadora da Atenção Primária à Saúde de Caucaia, Vilalba Carlos, esta é a primeira vez que o município estabelece vínculos com instituições como a ESP e a UFC.

Projeto Primeiro Passo 2017

A Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social de São Gonçalo do Amarante está com inscrições abertas para turmas do Projeto Primeiro Passo 2017. Os interessados devem se inscrever no site www.stds.ce.gov.br até o dia 7 de abril. Podem participar jovens na faixa etária de 16 a 22 anos que estejam cursando ou concluído o Ensino Médio da rede pública, com exceção para alunos do Centro de Educação de Jovens e Adultos – CEJA.

A documentação necessária para inscrição no Programa Primeiro Passo – Jovem Aprendiz é: carteira de identidade; CPF; carteira de trabalho; comprovante de residência; currículo; duas  fotos 3×4; comprovante do Certificado ou declaração que está concluindo 3° ano do ensino Médio; número do NIS, que pode ser obtido na Defesa Civil; e antecedentes criminais, que pode ser impresso pela internet.

Decon itinerante

O Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon), do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), segue pro toda esta semana, entre os dias 3 e 7 de abril, com intensa agenda de viagens ao interior cearense para ouvir as reclamações e tirar dúvidas dos cidadãos. Desta vez, o projeto Decon Viajante irá a Aurora (03), Cedro (04), Lavras da Mangabeira (05), Várzea Alegre (06) e Orós (07).

A van especializada do projeto ficará estacionada nas praças centrais das cidades, das 8h às 14h, divulgando informações sobre o Código de Defesa do Consumidor e registrando denúncias contra empresas que possam estar descumprindo o Código de Defesa do Consumidor (CDC). Além do Decon Viajante, técnicos do órgão realizam fiscalização em estabelecimentos, na tentativa de garantir a segurança dos consumidores e prevenir possíveis conflitos.

Combate ao mosquito

Segundo boletim da Secretaria Estadual de Saúde o município de Várzea Alegre fechou o mês de março sem o registro de casos de dengue. No entanto, para a Prefeitura de Várzea Alegre não é momento para cruzar os braços e se prepara para intensificar, a partir deste mês de abril, campanha de combate ao mosquito Aedes aegypti. A preocupação da Secretaria de Saúde do Município é com o aumento de locais propícios ao surgimento do mosquito transmissor de dengue, zika e chikungunya, no período chuvoso.

A novidade na campanha será a utilização de um novo equipamento: um drone projetado pelos alunos Pedro Vitor Ferreira Máximo e Vinícius Cardoso Viração, estudantes do 3º ano do curso de Eletrotécnica da Escola Estadual de Educação Profissional Dr. José Iran Costa. Recentemente, o prefeito Zé Helder e a coordenadora de Vigilância em Saúde, Lúcia Sousa conheceram o projeto do uso do drone. O equipamento é aparelhado com uma câmera com abertura de 170 graus, tem alta resolução e pode ainda levar o material de combate ao mosquito para ser aplicado nos pontos de focos de larvas, ação que vai facilitar o acesso a locais fechados e que representam dificuldades para combater o aedes aegypti. O prefeito Zé Helder pede a colaboração da população para vencer o mosquito.

Água para Umari

O Ministério Público Federal no Ceará (MPF/CE), a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), o município de Umari e a construtora Jota Barros e Queiroz firmaram acordo para a realização de obras de melhoria do sistema de abastecimento de água da cidade. O objetivo é executar serviços previstos pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) que não foram realizados ou foram realizados de forma irregular.

O termo de ajustamento de conduta foi firmado após representação formulada pela prefeitura municipal de Umari noticiando as irregularidades em convênio firmado entre cidade e a Funasa para a construção de obras hídricas vinculadas ao PAC no valor de R$ 700 milhões.
Ao prestar esclarecimentos ao MPF, a Funasa apresentou parecer técnico reprovando a prestação de contas dos serviços realizados pela Jota Barros e Queiroz construções.

Construtora questiona

A construtora questionou o método de fiscalização da Funasa. Na avaliação da empresa, as responsabilidades da empresa confundiam-se com as do município de Umari. Somente três anos após o envio da prestação de contas a Funasa realizou a vistoria in loco das obras do convênio.

O acordo prevê que, no prazo de 30 dias, a construtora Jota Barros e Queiroz inicie a regularização dos problemas identificados na execução do convênio e concluir as obras em até 60 dias após o início dos trabalhos. Caberá à prefeitura de Umari realizar a verificação dos serviços efetuados e notificar a Funasa para a inspeção do local. Já a Funasa deverá, caso sejam notificadas irregularidades, especificar no relatório técnico se elas são derivadas da execução física da obra ou se são de responsabilidade da prefeitura.