Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Um dos momentos mais importantes da missão do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) em Caucaia aconteceu nessa quarta-feira, 28, com a visita dos técnicos aos bairros e comunidades que receberão intervenções do Programa de Infraestrutura Integrada da Prefeitura. São ações de mobilidade, socioambientais e de geração de emprego e renda que serão desenvolvidas em até cinco anos.

A comitiva esteve hoje na Barra Nova, Tabapuá, São Miguel, Araturi e Genipabu. Visitou estradas, lagoas, praças, pontes e canais. Os executivos passaram ontem pelo Icaraí, Pabussu e Centro de Caucaia. Inspecionaram estradas, lagoas, o anfiteatro e a Areninha Kelton Forte.

Com as visitas, os missionários puderam avaliar o impacto real do Programa de Infraestrutura na melhoria da qualidade de vida dos caucaienses. “Uma das primeiras obras vai ser a reconstrução da estrada da Barra Nova, que o povo já espera há tanto tempo”, declarou o prefeito Naumi Amorim a moradores da região. A via liga a Sede ao Icaraí.

“Nós não estamos precisando de arroz ou de feijão. Só da pista e das linhas de ônibus passando normalmente. Graças a Deus que essa obra finalmente vai sair”, comemorou Miguel Profeta. “Vai ser bom pra todo mundo. Tem muito idoso aqui e a gente tem que andar muito pra pegar ônibus”, acrescentou a dona-de-casa Francileuda Vidal, 36.

O prefeito e secretários e técnicos da Prefeitura registraram as recomendações dos executivos do Banco para o aperfeiçoamento – e até a ampliação – de alguns projetos. Foi o que aconteceu no bairro São Miguel. “Seria interessante ter ações de educação ambiental também. Porque vamos ter uma ponte bonita e, quando olharmos para baixo, o rio poderia estar mais bem cuidado”, propôs o executivo principal da Vice-presidência de Desenvolvimento Social do CAF, Paulo Rodrigues.

“Podemos criar um jardim com plantas que limpem naturalmente o rio. Não vai resolver o problema da poluição por completo, mas vai melhorar. E visualmente vai ser algo muito melhor pra quem mora ou passa por aqui”, acrescentou a especialista ambiental e social da Unidade de Gestão e Risco Ambiental e Social do CAF, Alicia Molina.

A recuperação de praças – também prevista no Programa de Infraestrutura Integrada da Prefeitura – foi outro ponto bastante enaltecido pela comitiva CAF. “É uma ação que não requer muito dinheiro, mas tem um impacto social enorme”, apoiou o executivo principal da Vice-presidência de Infraestrutura do Banco, Santiago Caballero.

Secretária municipal de Governo e Articulação Política, a primeira-dama Erika Amorim avalia positivamente o cronograma de inspeções da missão CAF. “Esse é um momento de ouro pro município. É a hora de a gente entender as experiências que eles nos trazem. Porque nós não estamos falando aqui só de projetos de urbanização. É muito mais do que isso. A preocupação primeira tem que ser a de preservar a lagoa, por exemplo. E não só a de criar um polo de lazer ao redor.”

No período da tarde, os membros da missão CAF reuniram-se com técnicos da Prefeitura. Em pauta: a discussão detalhada de cada projeto do Programa de Infraestrutura Integrada.

Com informações do Jornal Grande Porto e da Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal de Caucaia