Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Programa Saúde na Escola (PSE), desenvolvido pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), realizou em 2019 um total de 1.073 atividades. Executadas em conjunto com a Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (SME), as ações aconteceram nas 187 unidades educacionais de Caucaia.

Com o PSE, a Prefeitura visa contribuir para a formação integral dos estudantes por meio da promoção, prevenção e atenção à saúde. “Foi um ano de muito sucesso nas ações do programa”, avalia a coordenadora do programa, odontóloga Juliana Barcelos.

Ela conta que o trabalho integrado das duas secretarias garante um maior rendimento na execução das atividades. “O planejamento das ações é compartilhado entre as pastas. Mas cada uma pode sugerir um tema e realizar a atividade”, comenta a odontóloga.

As atividades são baseadas em 12 ações sugeridas pelo Ministério da Saúde. São elas: combate ao Aedes aegypti; promoção das práticas corporais, da atividade física e do lazer nas escolas; prevenção ao uso de álcool, tabaco, crack e outras drogas; cultura de paz, cidadania e direitos humanos e prevenção das violências e dos acidentes.

E ainda: identificação de agravos de doenças; saúde bucal e aplicação tópica de flúor; situação vacinal; alimentação saudável e prevenção da obesidade infantil; promoção da saúde auditiva; direito sexual e reprodutivo e prevenção de DST/aids e promoção da saúde ocular. “Conseguimos desenvolver todas as 12 ações. O combate às arboviroses, por exemplo, abrangeu as 187 escolas”, garante Juliana.

Como planejamento para 2020, o PSE pretende eleger uma escola-modelo em cada distrito de saúde de Caucaia.

“A proposta é que nessa unidade sejam desenvolvidas as 12 ações sugeridas pelo Ministério da Saúde. Deverá ser uma escola com faixa etária ampliada, pois não podemos, por exemplo, escolher uma escola de Educação Infantil para falar sobre gravidez na adolescência”, detalha a coordenadora do programa.

Dentro destas escolas-modelo serão formados grupos de trabalhos setoriais compostos por alunos e professores para discutirem temáticas de maior relevância a serem abordados na escola. Além disso, o PSE pretende ser incluído nas pautas de reuniões dos Conselhos Locais de Saúde (CLSs) em 2020.

Segundo Juliana Barcelos, “o objetivo e informar cada vez mais a população sobre o objetivo do Programa, para que serve, de que maneira será executado, quais escolas estão envolvidas, além do objetivo final, que é de promover a saúde.”

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp