Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Com um dos maiores empreendimentos do Brasil do “Minha Casa Minha Vida”, Caucaia promoverá pela primeira vez na história um trabalho social com as famílias beneficiadas pelo programa. A cidade tem mais de seis mil unidades habitacionais dessa linha de crédito.

As casas e apartamentos estão distribuídos em 21 conjuntos habitacionais de diversos bairros. “Esse trabalho era pra ter sido iniciado durante a construção para acompanhar a mudança e a adaptação das famílias e evitar um processo de favelização. É uma exigência do Governo Federal que não foi cumprida por gestões passadas. Nós vamos resgatar uma dívida histórica com essas famílias”, explica o titular da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Ambiental (Seplam), Daniel Cavalcante.

A pasta irá coordenar as atividades, que serão executadas em todos os conjuntos pela empresa vencedora de um processo licitatório em curso. As seis mil unidades habitacionais abrigam cerca de 24 mil pessoas. O trabalho durará, ao todo, um ano. O cronograma já foi aprovado pela Caixa Econômica Federal (CEF), agente financeiro oficial do “Minha Casa Minha Vida.”

De início, o trabalho social será feito em 14 empreendimentos para em seguida alcançar os sete demais e chegar à totalidade dos 21 conjuntos. “Nós vamos oferecer cursos de profissionalização e contribuir para que as famílias vivam de maneira mais harmoniosa. Vamos dar mais atenção às famílias com mais dificuldades”, detalha a assistente social da Seplam, Fátima Gomes.

SINALIZE
Foi justamente o perfil de grande concentração populacional do “Minha Casa Minha Vida” que fez a Prefeitura iniciar o programa Sinalize na via de acesso de um dos conjuntos do programa em Caucaia. Em parceria com o Governo do Estado, a gestão asfaltou a rua do Condomínio José Lino da Silveira, no Araturi.

A obra beneficia diretamente a mais de 10 mil pessoas que moram no residencial e foi inspecionada pelo prefeito Naumi Amorim.

 

 

Com informação da A.I